Na lanterna do hexagonal final o Sul-Americano Sub-20, com apenas um ponto em duas partidas, a seleção brasileira enfrenta nesta segunda-feira, (4), o Uruguai, às 18h30 (de Brasília), em Rancagua, no Chile, em uma situação bastante delicada. A equipe precisa vencer para não se distanciar da briga por uma vaga no Mundial da Polônia, que será disputado em maio - só os quatro primeiros colocados se classificam.

Hoje, o Brasil está dois pontos atrás da Argentina, a última classificada. Depois do Uruguai, que lidera a fase final ao lado da Venezuela com quatro pontos, o time enfrentará Equador e Argentina. As chances de título são praticamente nulas, embora ainda existam em razão do formato da competição.

No jogo de hoje, o atacante Rodrygo, expulso por entrada violenta na derrota por 2 a 0 para a Venezuela, está suspenso. Lincoln, do Flamengo, e o meia Ramirez, do Bahia, disputam a vaga. "Se o Brasil não está bem, temos de analisar o contexto e, logicamente, tenho de assumir as minhas responsabilidades", disse o técnico Carlos Amadeu.

O fraco desempenho na tabela é reflexo de atuações ruins, com falta de criatividade e poucas finalizações. Com um ataque limitado, com as ausências de Vinícius Junior e Paulinho (não liberados pelos seus clubes), o time marcou três gols em seis partidas. Foram duas vitórias, dois empates e duas derrotas no torneio.