O Palmeiras tem o primeiro teste na temporada de 2016 nesta quarta-feira (20) diante do Libertad, do Paraguai, às 19h30 (de Brasília), no estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, pela Copa Antel. A competição é encarada pelos palmeirenses como um ensaio para a Copa Libertadores, que o time estreia em fevereiro.

Além do confronto entre brasileiros e paraguaios, Peñarol e Nacional fazem o clássico local, às 22h15 (de Brasília). Dos quatro times no torneio, só o Libertad não disputará a competição continental. Os vencedores dos dois jogos decidem o torneio no sábado, às 22h15. Os derrotados jogam pelo terceiro lugar às 20 horas, no mesmo dia. O curioso é que o Nacional está no grupo 2, o mesmo do Palmeiras.

"Importante enfrentar outras escolas. Dá experiência e podemos aproveitar para fazer algumas observações", disse o técnico Marcelo Oliveira. Além do torneio, a equipe brasileira ainda fará um jogo-treino contra o River Plate, do Uruguai, nesta quinta-feira. O time uruguaio está na primeira fase da Libertadores e se passar pelo Universidad de Chile, também ficará no grupo alviverde.

O Palmeiras viajou para o Uruguai com 29 jogadores. A principal ausência, além do volante Rodrigo e do meia Cleiton Xavier, machucados, é o atacante paraguaio Lucas Barrios, que ficou em São Paulo para fazer fortalecimento muscular.

Se Barrios ficou em São Paulo, Gabriel está de volta e viajou com o restante do elenco. O volante se recuperou de uma grave lesão nos ligamentos do joelho esquerdo, treinou com bola pela primeira vez na segunda-feira e se mostrou apto a integrar a pré-temporada palmeirense em Montevidéu.

A competição é uma boa oportunidade para os palmeirenses reverem alguns jogadores que deixaram o clube sem deixar saudades, como o zagueiro Adalberto Roman, que defendeu a equipe em 2012 e hoje é titular do Libertad. E o volante Sebastián Eguren, que defende as cores do Nacional e jogou no Palmeiras em 2013.