O técnico Tite chamou sete jogadores que não estiveram na Copa América - além de Neymar, que foi desconvocado da competição após se lesionar no amistoso de preparação contra o Catar - para os dois amistosos do próximo mês e dentre as novidades estão jogadores que vinham sendo apontados como prováveis convocados, casos dos atacantes Vinícius Junior e Bruno Henrique, e surpresas. A maior delas é o goleiro Ivan, da Ponte Preta.

A presença do jogador de 22 anos, contudo, segue a linha implantada pela comissão técnica de levar a amistosos jogadores jovens com potencial para a Copa do Mundo de 2022. "Ivan está dentro daquela ótica de oportunizar amistosos a atletas mais novos, para que eles se consolidem, tenham experiência. Não tem sentido pegar três jogadores de alto nível (para o gol) na medida que são amistosos e não tem competição", considerou Tite.

Sem poder contar com o titular Alisson, lesionado, o treinador convocou Ederson - que é presença constante nas listas da seleção - e Weverton, campeão olímpico em 2016 e em boa fase no Palmeiras. "O Ederson tem menos de seis jogos (como titular) na seleção, tem o Weverton fazendo grande campanha no Palmeiras, e aí você traz um jovem no sentido de formatação, formação e crescimento", acrescentou.

O treinador também elogiou as outras novidades da lista e revelou que conversou com técnicos e ex-treinadores deles. "Jorge teve duas convocações conosco, vive um grande momento no Santos. O Juninho (Paulista, coordenador da seleção) conversou com o Paulo Autuori ontem (quinta-feira), eu conversei com o Sampaoli ontem, a respeito desse momento, desse convívio diário que eles têm", disse Tite.

"Samir está nesse contexto, vínhamos observando ele na Udinese. Ele tem três temporadas italianas em alto nível, esteve aqui e eu conversei com o Jayme (de Almeida), que foi técnico dele no Flamengo, conversei com o Vanderlei Luxemburgo, com quem também teve uma sequência de jogos", completou.

Sobre Bruno Henrique, Tite mencionou a boa fase no Flamengo, que inclui gols e assistências. O treinador disse ainda que não chamou outros atletas do time - Gabriel Barbosa e Filipe Luís estavam no radar - para não desfalcar demais a equipe em meio ao Brasileirão. O mesmo critério foi utilizado com todos os clubes do País que tiveram jogadores convocados.


Leia mais:
Tite convoca seleção para amistosos com Neymar, Bruno Henrique e Vinicius Junior
Tite explica convocação de Neymar mesmo sem jogar: 'Não vou prescindir'
Tite convoca seleção nesta sexta com novidades para os amistosos do próximo mês