Após a derrota da equipe por 2 a 1 na primeira partida da final do Campeonato Mineiro, nesse domingo (14) o novo diretor de futebol do clube, Rui Costa, fez um pronunciamento criticando a arbitragem e a utilização do VAR no jogo desse domingo contra o Cruzeiro. Rui costa ainda confirmou que a segunda e decisiva partida da final do Campeonato Mineiro vai ser no Independência. 

“Estou aqui circunstancialmente, de forma excepcional porque infelizmente nós não podemos falar hoje só de futebol. Falar do grande prejuízo que nós tivemos por vários equívocos em momentos decisivos da partida e que nos leva a fazer essa manifestação de forma muito equilibrada, mas deixando muito claro ao nosso torcedor que nós não vamos admitir esse tipo de erro.” 

O diretor de futebol do Atlético fez questão de lembrar da conversa que aconteceu antes da partida, quando os árbitros explicaram a possível demora que o a utilização do VAR poderia gerar e reclamou muito do pênalti que Igor Rabello sofreu e não foi marcado.

“Num lance capital, em que o nosso zagueiro, Igor Rabello, não só é puxado pela camisa, e aí não tem interpretação, como ele sofre um golpe de judô, dei sei lá o que, ele cai no gramado e imediatamente chama a atenção do árbitro. e tudo aquilo que nós ouvimos aqui, que haveria uma checagem que poderia durar quatro minutos, não dura 10 segundos. Porque termina o jogo, termina o primeiro tempo. Então eu gostaria de saber por que o VAR não foi aplicado, será por que favorecia naquele momento o Atlético?” disse o dirigente alvinegro.

Com a desvantgem na decisão, Galo precisa vencer o Cruzeiro, por qualquer placar, no próximo sábado, Às 16h30, no Independência, para conquistar o título do Estadual.