Encarar o Internacional às 11h de domingo (15) será missão complicada para o Atlético, não só pela qualidade do adversário - mesmo que o Colarado utilize uma equipe reserva - e pela necessidade de vencer e encerrar a sequência de quatro derrotas na Série A; o calor será também mais um obstáculo na vida dos alvinegros.

Com os termômetros ultrapassando a casa dos 30 graus durante a semana, a expectativa é que o Independência seja mais do que um caldeirão no fim de semana. Para se adaptar ao clima quente, o técnico Rodrigo Santana marcou os treinos, até sábado (14), para a parte da manhã. O lateral-esquerdo Fábio Santos, porém, deixou clara a sua insatisfação com o horário do duelo contra os gaúchos.

"Resumindo tudo isso, temos que ganhar. São dificuldades que teremos enfrentar e vamos encontrar essa dificuldade do calor. Eu não gosto de jogar neste horário, nunca gostei. Nunca consegui passar o dia bem após os jogos das 11h, sempre com dor de cabeça, passando mal. Já deixei isso claro. Temos treinado de manhã para ver se adapta. Quem perde é o espetáculo, com o calor muito grande", destaca o camisa 6.

Oitavo colocado, com 27 pontos acumulados, o Galo terá pela frente um rival que pouco fez fora de casa na competição. Com a terceira pior campanha como visitante, o Inter fez apenas quatro fora de seus domínios. A partida deste domingo será a última do turno do Brasileirão.