Atlético

Dos pés de Nacho Fernández saiu o cruzamento para o gol de Nathan Silva, o do triunfo do Atlético por 2 a 1 sobre o Juventude, no último domingo (8), rendendo ao Galo a liderança do Brasileirão e decretando o fim de um tabu. Mais de dois meses depois, o argentino voltou a contribuir com uma assistência pelo time. Aos torcedores alvinegros, a esperança de que essa participação tenha sido um "ensaio" para vindouras sinfonias da vitória na Libertadores.

Nesta quarta-feira (11), às 21h30, o camisa 26 vai reencontrar o River Plate no palco onde exibiu grande parte de seu repertório no futebol, o Monumental de Nuñez, pela partida de ida das quartas de final da competição sul-americana. Neste mesmo local, tentará fazer jus à alcunha de "El Cerebro" e reeditar seus melhores momentos nas fases mata-mata do torneio.

À primeira vista, os números de Nacho em confrontos válidos das oitavas de final em diante em edições da Libertadores, defendendo as cores do River, não impressionam. Em 26 duelos, 24 como titular, ele colaborou com três gols e três assistências, além de ter sido expulso em uma ocasião. No entanto, foi em momentos-chave que seu futebol fez a diferença. (Confira o histórico mais abaixo)

Nacho se notabilizou como carrasco do Boca Juniors duas vezes na competição. Na finalíssima de 2018, deu uma assistência no triunfo dos Millonarios por 3 a 1. O resultado garantiu ao River sua quarta taça de campeão da Liberta. No ano seguinte, pelas semifinais, marcou um tento no embate de ida, novamente vencido por sua equipe, por 2 a 0.

Transferido para o Atlético no começo de 2021, Nacho Fernández é o vice-artilheiro (sete tentos) e vice-líder de assistências (seis) do Galo na temporada - Hulk, com 17 bolas na rede e nove passes a gol, ocupa o topo das duas listas. Na atual Libertadores, o meia argentino soma duas assistências, ambas na fase de grupos.

Contra o Boca, nas oitavas, assim como todo o restante do time alvinegro, o meia passou em branco. Quem sabe diante do River ele não conduz uma nova sinfonia, intitulada "A Lei do Ex"?

Histórico de Nacho Fernández em jogos de mata-mata da Libertadores pelo River Plate

2016
Oitavas de final

Del Valle 2 x 0 River Plate: não atuou
River Plate 1 x 0 Del Valle: titular

2017
Oitavas de final

Guaraní 0 x 2 River Plate: titular
River Plate 1 x 1 Guaraní: titular

Quartas de final
Jorge Wilstermann 3 x 0 River Plate: titular
River Plate 8 x 0 Jorge Wilstermann: titular; 1 gol

Semifinais
River Plate 1 x 0 Lanús: titular
Lanús 4 x 2 River Plate: titular; expulso

2018
Oitavas de final

Racing 0 x 0 River Plate: titular
River Plate 3 x 0 Racing: titular; 1 assistência

Quartas de final
Independiente 0 x 0 River Plate: não jogou
River Plate 3 x 1 Independiente: titular

Semifinais
River Plate 0 x 1 Grêmio: acionado do banco de reservas
Grêmio 1 x 2 River Plate: titular

Final
Boca Juniors 2 x 2 River Plate: acionado do banco de reservas
River Plate 3 x 1 Boca Juniors: titular; 1 assistência

2019
Oitavas de final

River Plate 0 x 0 Cruzeiro: titular
Cruzeiro 0 (2) x 0 (4) River Plate: titular

Quartas de final
River Plate 2 x 0 Cerro Porteño: titular; 1 gol
Cerro Porteño 1 x 1 River Plate: titular

Semifinais
River Plate 2 x 0 Boca Juniors: titular, 1 gol
Boca Juniors 1 x 0 River Plate: titular

Final
Flamengo 2 x 1 River Plate: titular; 1 assistência

2020
Oitavas de final

Athletico-PR 1 x 1 River Plate: titular
River Plate 1 x 0 Athletico-PR: titular

Quartas de final
River Plate 2 x 0 Nacional (URU): titular
Nacional (URU) 2 x 6 River Plate: não jogou

Semifinais
River Plate 0 x 3 Palmeiras: titular
Palmeiras 0 x 2 River Plate: titular