'O Palmeiras é o time brasileiro mais japonês que trabalhei', diz Oswaldo

Estadão Conteúdo
02/05/2015 às 09:51.
Atualizado em 16/11/2021 às 23:52

O técnico Oswaldo de Oliveira parece se sentir em casa no Palmeiras. Em apenas cinco meses, sua equipe já chega na decisão do Campeonato Paulista e o treinador acredita que o motivo do sucesso tão rápido se deve a disciplina, postura e consciência de seus comandados, que desde o início parecem ter "comprado" a sua ideia.

"A minha maior dúvida era sobre a diversidade dos jogadores. Todos teriam que ter potencial para jogar no Palmeiras, mas a gente não conhece o caráter de cada um e isso é importante quando você pensa em homogeneizar o grupo. Isso mexia comigo. Esse time do Palmeiras é o time brasileiro mais japonês que trabalhei. Os jogadores são sérios e dedicados e possuem um nível de concentração muito grande", disse o treinador, que trabalhou por quatro anos no futebol do Japão.

O fato de alguns jogadores também terem lhe surpreendido positivamente ajudou na evolução da equipe, já que alguns atletas que foram contratados para compor o elenco, acabaram se saindo muito melhor do que esperado. Oswaldo destaca que sentiu essa diferença principalmente nos jogadores mais jovens.

Um exemplo, que não foi citado pelo treinador, é Vitor Hugo. O zagueiro chegou do América-MG como uma aposta da Série B do Brasileiro e rapidamente caiu nas graças do torcedor e se tornou titular absoluto.

"Logo de cara eu já tinha a ideia das minhas preferências e tivemos algumas surpresas. Com os mais jovens, a expectativa era maior, porque eles podem mostrar mais coisa e surpreender. Dos jogadores experientes, a gente já sabe o que esperar, mas dos mais jovens, de repente vem uma surpresa e te mostram algo a mais do que você imaginava. Lidar com tudo isso é legal. A medida que foi crescendo a evolução do time, fui ficando mais otimista", disse o comandante palmeirense.
http://www.estadao.com.br

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por