O técnico Oswaldo de Oliveira lamentou o fato de que teve Seedorf expulso nos acréscimos do segundo tempo do confronto no qual o Botafogo venceu o Madureira por 2 a 1, neste domingo, no Estádio de Moça Bonita, depois de o meia holandês ter marcado o gol que definiu o triunfo da sua equipe. O treinador disse que o jogador ficou chateado com a situação, depois de o atleta afirmar que "não entendeu nada" ao comentar o cartão vermelho aplicado pelo árbitro Philip Georg Bennett.

"Ele ficou muito triste, de certa forma até abalado com o que aconteceu, mas está tranquilo, é um jogador muito experiente. Isso vai passar para a história dele, para o livro que ele vai escrever, e para o filme que ainda vai ser feito da vida dele", afirmou o comandante, que depois evitou criticar a expulsão e a confusa arbitragem do juiz do duelo.

Antes de expulsar Seedorf, punido com cartão amarelo depois de fazer uma falta e depois com o vermelho por ter se recusado a deixar o campo (para ser substituído) por um lado apontado pelo árbitro, Philip Georg Bennett ainda anulou um pênalti assinalado por ele próprio. Seedorf se preparava para bater a penalidade, quando o juiz tirou a bola da marca penal e apontou um impedimento, anteriormente não assinalado pelo auxiliar, após o próprio holandês ter recebido um passe em posição ilegal e tocado a bola para Rafael Marques sofrer o pênalti em seguida.

"Normalmente, quando tenho que criticar e elogiar a arbitragem eu o faço de bate-pronto. É porque realmente é um fato inédito, são fatos inéditos. Já aconteceu volta de pênalti, mas recentemente não me lembro. Será uma coisa que será debatida, falada, mas prefiro não falar nisso agora", disse Oswaldo, também de forma relativamente confusa, ao comentar a trapalhada do juiz, que só apontou o impedimento após ser alertado tardiamente sobre o mesmo.

Por causa da sua expulsão diante do Madureira, Seedorf desfalcará o Botafogo na partida desta quinta-feira, contra o Friburguense, no Engenhão, pela terceira rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.