Penitência de 24 horas sem se alimentar ou caminhada de joelhos da rodoviária à prefeitura de Belo Horizonte. Para o cruzeirense Marcílio Marques, de 55 anos, tanto faz; para ele, promessa é dívida e deve ser paga. Flagrado nesta segunda-feira (22) passando pela Avenida Afonso Pena, o auxiliar de enfermagem chamou a atenção de quem transitava pelo local.

“Desde a primeira rodada da Copa do Brasil, falei que se o Cruzeiro fosse hexacampeão eu faria este trajeto de joelhos, da rodoviária à prefeitura. Vou lá deixar esta cruz para o Alexandre Kalil”, contou o pagador de promessas.

Pai de duas filhas, Marcílio se deslocou da Região do Barreiro, onde mora, tomou um ônibus e desembarcou na rodoviária da capital, ponto de partida para o seu desafio. 
Com o rosto pintado e uma cruz personalizada com escudos do clube nas costas, ele iniciou a saga por volta das 8h45.

Protegido por um par de joelheiras, o torcedor seguiu rumo à prefeitura e, no caminho, recebeu dois tipos de manifestações: o paraminense foi aplaudido por cruzeirenses e xingado por rivais atleticanos.

Notícia há 27 anos

Mas esta não foi a primeira vez que Marcílio virou notícia após um título do Cruzeiro. Em 1991, quando a Raposa conquistou a Supercopa, ele foi destaque da edição do Hoje em Dia de 22 de novembro, dois dias após a volta olímpica de Boiadeiro, Tilico, Nonato e companhia.

Naquela época, quando tinha 28 anos, o torcedor ficou um dia inteiro sem se alimentar; tudo por um motivo: ele não queria arredar pé da Praça Sete.

“Estou muito feliz com o Cruzeiro. Estou aqui desde ontem e acho que vale o sacrifício, porque é um time que eu amo do fundo do meu coração. É uma forma de agradecimento a Deus por esta brilhante conquista”, contou há quase três décadas à reportagem.

Assim que concluiu os 2,5 quilômetros até a prefeitura, por volta das 13h, Marcílio posou para foto com alguns curiosos e, mesmo sem contato com o prefeito, atleticano, deu como cumprida a missão. “Agora vou pegar meu ônibus e voltar para casa. Estou pronto para pagar a próxima promessa pelo Cruzeiro”, finalizou.

jornal