A conquista da Copa do Brasil de 2020 pelo Palmeiras, fechando uma temporada marcada pelo reflexo da pandemia no calendário do futebol, mantém o Cruzeiro como maior vencedor da competição, com seis títulos (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018) e Minas Grais como o segundo colocado no ranking de estados com mais taças, ao lado do Rio Grande do Sul, com sete cada.

Se o Grêmio levasse a melhor numa decisão em que foi derrotado em Porto Alegre, no último domingo (28), por 2 a 0, e no Allianz Parque, em São Paulo, neste domingo (7), pelo mesmo placar, empataria com a Raposa na condição de maior campeão da segunda competição de clubes do país, que conquistou em 1989, 1994, 1997, 2001 e 2016.

Palmeiras campeão Copa do Brasil 2020

O título do Palmeiras na Copa do Brasil de 2020 mantém o Cruzeiro como maior campeão do torneio e Minas Gerais na segunda posição do ranking estadual

Nesta lista de clubes campeões, o Palmeiras, que dividia a terceira colocação com o rival Corinthians e Flamengo, com três taças cada, agora se isola nesta condição, pois chegou ao tetra da Copa do Brasil, que venceu antes em 1998, 2012 e 2015.

Estados

Na disputa estadual, São Paulo se distanciou ainda mais na ponta deste ranking. O título palmeirense é o décimo, pois além do Corinthians (1995, 2002 e 2009), venceram o torneio Santo André (2004), Paulista (2005) e Santos (2010).

Se o Grêmio levantasse a taça, o Rio Grande do Sul chegaria a oito conquistas, pois o Internacional foi campeão em 1992, e o Juventude em 1999.

Mas segue com sete títulos, ao lado de Minas Gerais, que além do hexa Cruzeiro, tem o Atlético como campeão em 2014.

O Rio de Janeiro é quatro colocado, pois além do tri Flamengo, conta com as conquistas de Fluminense (2007) e Vasco (2011).

O Jogo

Atuando no Allianz Parque, o Palmeiras soube explorar a vantagem do empate após vencer a ida, em Porto Alegre, há uma semana. Controlou o jogo praticamente durante todo o tempo e chegou ao título com gols de dois garotos revelados em suas categorias de base.

Wesley fez 1 a 0, logo no início da etapa final, e Gabriel Menino decretou o 2 a 0 e garantiu a taça já na reta final da partida. É o segundo grande título palmeirense na temporada 2020. Antes, já tinha conquistado a Copa Libertadores, numa decisão 100% brasileira contra o Santos, no Maracanã.

A FICHA DO JOGO

PALMEIRAS 2
Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan Empereur e Matías Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (Patrick de Paula) e Raphael Veiga (Mayke); Wesley (Gabriel Menino), Rony e Luiz Adriano (Willian). Técnico: Abel Ferreira

GRÊMIO 0
Paulo Victor; Vanderson (Victor Ferraz), Paulo Miranda, Kannemann (Churín) e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Maicon e Thaciano (Jean Pyerre); Alisson (Guilherme Azevedo), Diego Souza e Pepê (Ferreirinha). Técnico: Renato Gaúcho

DATA: 7 de março de 2021
ESTÁDIO: Allianz Parque
CIDADE: São Paulo
MOTIVO: Jogo de volta da decisão da Copa do Brasil
GOL: Wesley, aos 7, e Gabriel Menino, aos 39 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Bruno Arleu de Araújo (RJ), auxiliado por Kleber Lúcio Gil (SC) e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Igor Junio Benevenuto (MG)
CARTÃO AMARELO: Zé Rafael, Marcos Rocha e Mayke (Palmeiras); Paulo Miranda e Kannemann (Grêmio)