Voltando a atuar com força máxima após o tropeço contra o CSA no meio da semana, o Palmeiras mostrou superioridade jogando em sua arena, derrotou o Internacional por 1 a 0 e chegou aos 7 pontos no Brasileirão. Já o time gaúcho estaciona nos 3 pontos em três jogos. Além de marcar o gol da vitória, o atacante Deyverson foi muito participativo e lembrou que ainda pode ser aquele jogador decisivo, que tanto ajudou na campanha do título nacional na última temporada.

A equipe palmeirense mostrou que iria para cima do Inter assim que a bola rolou. Aos quatro minutos, Iago evitou que Deyverson abrisse o placar, após desvio de cabeça em cobrança de escanteio. No lance seguinte, foi a vez de Dudu, livre, desperdiçar boa oportunidade e mandar à direita de Marcelo Lomba. Nervosos, os jogadores do Inter não sabiam como responder à pressão da equipe mandante e começaram a fazer muitas faltas.

E, depois de tanto insistir, o Palmeiras abriu o placar com uma de suas principais forças na partida: a bola aérea. Dudu voltou a encontrar Deyverson na primeira trave em escanteio. O centroavante se adiantou aos marcadores, ganhou pelo alto e mandou para o fundos das redes.

Pouco depois do gol, houve uma grande confusão em campo. Guerrero fez falta dura em Dudu e Felipe Melo foi tirar satisfação com o peruano. Depois de um empurra-empurra generalizado, o volante palmeirense e o atacante do Inter acabaram amarelados.

Após o desentendimento, o jogo acabou perdendo um pouco do ritmo. Depois de conseguir encaixar um pouco melhor a marcação, o Inter passou a sair um pouco mais para o ataque e chegou a exigir duas boas defesas de Weverton.

Na volta do intervalo, Odair Hellmann começou a tirar peças do banco de reservas. Guilherme Parede e D'Alessandro foram acionados, mas pouco produziram. Sua equipe até passou a ganhar mais as ações no meio de campo, mas isso não resultou em chances reais de gol. Sem ser acionado, Guerrero até tentava se movimentar, mas foi presa fácil para os zagueiros Luan e Gustavo Gómez.

Sólido na defesa, o time alviverde conseguia encontrar espaços nos contra-ataques. Aos 43, Hyoran perdeu a grande chance da segunda etapa. Após dividida entre Deyverson e Moledo, a bola sobrou livre para o meia. Sem goleiro, ele acabou chutando por cima do travessão.

Com o resultado, o Palmeiras chegou aos 26 jogos sem perder pelo Brasileirão, somando as 22 partidas da edição anterior do torneio. O feito iguala a maior sequência invicta do clube alcançada entre 1972 e 1973, pela equipe liderada pelo técnico Oswaldo Brandão.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 1 x 0 INTERNACIONAL

PALMEIRAS - Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Zé Rafael(Hyoran); Gustavo Scarpa (Moisés), Dudu (Raphael Veiga) e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Zeca, Moledo, Víctor Cuesta e Iago; R. Lindoso, Edenílson (Rafael Sobis), Patrick, Sarrafiore (D'Alessandro) e Nico López (Guilherme Parede); Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

GOL - Deyverson, aos 13 minutos do primeiro tempo.
CARTÕES AMARELOS - Víctor Cuesta, Sarrafiore, Guerrero, Edenílson, Zeca, Felipe Melo e Marcos Rocha.
ÁRBITRO - Wagner Magalhães (RJ).
RENDA - R$ 1.952.668,00.
PÚBLICO - 31.549 pagantes.
LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo (SP).