No duelo das equipes mais embaladas da Série B, deu Palmeiras. Neste sábado, a equipe alviverde soube aproveitar o apoio da torcida no Pacaembu com uma boa atuação principalmente no segundo tempo, virou sobre o Paraná, e venceu por 2 a 1, mantendo a liderança do torneio. Charles (contra), Juninho e Wesley fizeram os gols do jogo válido pela 14ª rodada.

Com a vitória, o Palmeiras chega a nove jogos invictos, tendo vencido oito dessas partidas. Assim, lidera com 34 pontos, contra 29 da Chapecoense, que tem dois jogos a menos e teve seu duelo contra o Guaratinguetá adiado para domingo, em Santa Catarina. Na terça, o time de Gilson Kleina também vai ao Sul do País, para pegar o Joinville. Valdivia, suspenso e servindo à seleção chilena, é desfalque certo.

Já o Paraná viu chegar ao fim uma sequência de nove jogos sem derrota. Apesar do revés, segue no G4 da Série B, com 23 pontos, ficando à frente do Boa pelo saldo de gols (nove a zero). Na terça, os dois times medem força em Curitiba.

O JOGO - Empolgada com a boa campanha e com o horário atraente, a torcida do Palmeiras compareceu em bom número ao Pacaembu nesta tarde. E foi recompensada com uma boa atuação da equipe. Com a volta de Valdivia, o time alviverde trocou passes com qualidade no campo de ataque, mas criou poucas chances no primeiro tempo e saiu atrás no placar.

Aos 17 minutos, após falta cobrada na área, o zagueiro Anderson, ex-Corinthians, resvalou de cabeça. A bola foi em direção a Charles, que tentou o cabeceio mas deu de ombro na bola e matou Fernando Prass, abrindo o placar com um gol contra.

Por mais que jogasse melhor, o Palmeiras não ameaçava muito. A equipe da casa levou perigo, no primeiro tempo, praticamente apenas num chute de longe de Alan Kardec, que passou à direita, e numa batida de Leandro que Luís Carlos se esticou todo para conseguir mandar para escanteio.

No segundo tempo o cenário mudou com a entrada de Mendieta no lugar de Charles. Com dois meias, o Palmeiras sufocou o Paraná e conseguiu a virada. Aos 14, Luis Felipe recebeu pela direita da área, cortou para dentro e bateu cruzado. Luís Carlos deu rebote nos pés de Juninho, que só escorou para o gol.

A virada poderia ter vindo com Leandro, sete minutos depois, mas o atacante, na pequena área, chutou em cima de Luís Carlos, perdendo ótima oportunidade. O poder de definição que faltou a ele, porém, sobrou com Wesley. Na mira do Atlético Mineiro, o volante aproveitou rebote do goleiro em chute de Mendieta, cortou o marcador e empurrou para as redes.

Apesar de o Paraná não jogar mal, o Palmeiras seguiu melhor, mas não criou chances de fazer o terceiro. Sem mais um gol, a torcida comemorou bastante a cera feita por Valdivia ao ser substituído por Eguren. O chileno fez marra até levar o cartão amarelo, que o deixa suspenso para o jogo de terça, quando já seria desfalque por estar servindo à seleção chilena.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 2 X 1 PARANÁ

PALMEIRAS - Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Wesley, Charles (Mendieta) e Valdivia (Eguren); Leandro (Ananias) e Alan Kardec. Técnico - Gilson Kleina.

PARANÁ - Luís Carlos; Moacir, Anderson, Brinner (Alex Alves) e Paulinho; Cambará, Ricardo Conceição, Lúcio Flávio (Fernando Gabriel), Rubinho e Léo (Paulo Sérgio); Reinaldo. Técnico - Dado Cavalcanti.

GOLS - Charles (contra), aos 17 minutos do primeiro tempo; Juninho, aos 14, e Wesley, aos 26 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO - Antônio de Carvalho Schneider (RJ).
CARTÕES AMARELOS - Leandro, Mendieta, Valdivia, Alan Kardec, Alex Alves, Paulinho, Ricardo Conceição e Reinaldo.
RENDA - R$ 1.015.880,00.
PÚBLICO - 29.012 pagantes.
LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).