Em situação delicada na Copa Sul-Americana, o Atlético busca uma reviravolta inédita na história do clube em competições internacionais para conseguir avançar no torneio.

Depois de perder por 3 a 0 para o Unión, da Argentina, no jogo de ida da primeira fase a competição, o Galo precisa vencer por quatro ou mais gols de diferença no duelo da próxima quinta-feira, às 21h30, no Independência, para conseguir a vaga. Caso vença por 3 a 0, a decisão vai para a disputa de pênaltis.

Além de superar o mau momento dentro de campo neste início de temporada, o alvinegro vai precisar encerrar um incômodo tabu. Em seus quase 112 de história, o Atlético nunca inverteu, em campeonatos internacionais, uma desvantagem como a aplicada pelo Unión. 

Nos 95 jogos de mata-mata que disputou nesses tipos de torneio, o Galo até conseguiu placares que garantiriam a vaga direta em cinco oportunidades. Entretanto, em nenhuma dessas ocasiões, tinha a necessidade de obter tamanha reviravolta num confronto.

No jogo de volta das oitavas de final da Copa Conmebol de 1992, o Atlético venceu o Fluminense por 5 a 1, no Mineirão, após ter perdido o primeiro duelo por 2 a 1, no Rio de Janeiro. 

Três anos depois, o Galo, pelo mesmo torneio, venceu o Mineros de Guayana, da Venezuela por duas vezes nas quartas de final (6 a 0 e 4 a 0).

Já na final do campeonato, foi o Galo quem viu uma larga vantagem ser invertida. Após vencer o Rosário Central, da Argentina, por 4 a 0, no primeiro jogo da final, no Mineirão, o alvinegro viu o time argentino devolver o placar a segunda partida e levar o título na disputa de pênaltis.

Dois anos depois, na campanha do bicampeonato da Conmebol, o Atlético conseguiu um placar elástico na semifinal. Os comandados do técnico Émerson Leão golearam o Universitário, do Peru, por 4 a 0 no jogo de volta, no Mineirão e sacramentaram a classificação para a final. No jogo de ida, o alvinegro havia vencido por 2 a 0, em Lima.

Estatísticas

Os 95 jogos de mata-mata internacionais do Atlético estão distribuídos em sete campeonatos: Libertadores (26), Sul-Americana (25), Conmebol (36), Recopa (2), Copa Ouro (2), Copa Master da Conmebol (2) Mundial de Clubes (2).

Rafael Dudamel Atlético