Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (22), o diretor de futebol do Cruzeiro, Rodrigo Pastana, deixou claro que não trabalha com “a hipótese de não subir”. Para ele, a Raposa ainda vai engrenar na Série B do Campeonato Brasileiro. E avisou que Mozart tem todo o respaldo da diretoria celeste, mesmo o time estando em 17° lugar da competição.

“Temos uma avaliação semanal de competição. Já houve campanhas surpreendentes, como a do América em 2018 (2019) e a do CSA no ano passado, em que não chegaram à pontuação de classificação (à Sèrie A) por dois ou três pontos. Acreditamos no acesso. Com uma vitória, a gente engrena mais vitórias e chega a um patamar maior, como é o caso do Guarani e do Remo, que subiram bastante na classificação”, disse.

Durante a entrevista, ele reiterou que a cúpula cruzeirense está pensando somente “no presente. “O torcedor do Cruzeiro quer saber do presente. A diretoria quer saber do presente. Nós, funcionários, queremos saber do presente. Não conversamos sobre futuro. Nós temos que matar um leão por dia. Vamos voltar ao caminho das vitórias, pensando sempre grande. E pensamos, sim, no acesso. É muito cedo para falar em 2022", comentou.

Treinador

O dirigente foi indagado se o Cruzeiro chegou a contatar o técnico Vanderlei Luxemburgo, caso Mozart não permaneça na Toca nos próximos dias. E refutou essa situação.

“Não houve procura ao Luxemburgo ou a outro profissional. Nós pensamos diariamente no trabalho com o Mozart, o grupo gosta do trabalho dele. A avaliação acontece pelos resultados, e respeito isso. Mas o trabalho diário é muito bom, ele tem muito conhecimento e experiência como treinador e atleta. O fato de ter o grupo na mão ajuda bastante. Ele teve uma semana só de trabalho, o restante foi treino regenerativo e por vídeos. Confiamos que essa comissão técnica vai nos levar a um caminho de vitórias”, declarou.

Pastana também afirmou que é preciso ter paciência com o atual técnico celeste, que, na visão do diretor, está apenas começando o trabalho. “Não chamo ainda de trabalho, porque só teve uma semana de treino. O resultado não é satisfatório, porém, tenho visto empenho dos atletas e a relação deles com o treinador. Esperamos que contra o Vila essa vitória venha e entremos sim no campeonato”, destacou.

Cruzeiro

Leia Mais:
Com ex-cruzeirenses no elenco, Vila Nova vive jejum de vitórias em casa e má fase na Série B
Diretor do Cruzeiro revela pagamento de salários da maioria dos funcionários e atletas