Contratado em dezembro de 2019 junto ao Cuiabá, o meia Alê, de 30 anos, aos poucos se tornou peça fundamental no América. Até por isso, teve o vínculo com o clube renovado até maio de 2022, após receber sondagens de Atlético e Santos, na temporada passada.

Nascido em Osasco e com 63 partidas disputadas pelo Alviverde, o meio-campista não vê a hora de fazer o primeiro jogo da carreira na elite do futebol brasileiro. O debute será em Curitiba, contra o Athletico-PR.

"Nunca disputei uma Série A. Estou muito contente por isso e por ser no América. O clube que me deu a oportunidade que me deu no ano passado a chance de vestir a camisa de um clube de expressão. Tenho gratidão pelo Cuiabá, mas ainda está em ascensão. O América já tem história e um peso maior", conta Alê, ao Hoje em Dia.

Sobre o planejamento da diretoria para que a permanência na Série A seja ratificada, Alê elogia os esforços que estão sendo feitos e crê no êxito desta 'primeira missão'.

"O América vem se planejando muito bem, pensando num trabalho de médio a longo prazo, onde o primeiro objetivo é se firmar na Série A, sem repetir o que aconteceu nos anos anteriores, subindo e sendo rebaixado no ano seguinte. Isso será importante para ganhar em estrutura e valorizar a marca do clube. Temos que manter o time na elite. Estamos vendo que está sendo um grupo para que isso possa ser feito", finaliza.