Cruzeiro e Internacional disputam em 7 e 14 de agosto, quando duelam em ida e volta por uma vaga na decisão da Copa do Brasil de 2019, o sexto mata-mata entre eles na história do confronto.

E o time do técnico Mano Menezes, que chega pela quarta vez consecutiva às semifinais da segunda competição nacional e briga pelo tricampeonato em sequência, hepta no geral, terá pela frente um adversário que venceu quatro dos cinco duelos de mata-mata que já foram disputados entre os dois clubes.

Essa história começa na Taça Brasil de 1962, na decisão da chamada Zona Sul, com o vencedor garantindo vaga nas semifinais.

Após um empate por 1 a 1 no Independência, o Cruzeiro perdeu a vaga sendo derrotado por 2 a 1, de virada, pelo Internacional, em partida disputada no Olímpico, estádio do Grêmio, pois a casa colorada não tinha a capacidade de público exigida.

Depois de 25 anos, os dois clubes voltaram a se encontrar, com duas decepções seguidas do Cruzeiro na Copa União, nome do Campeonato Brasileiro em apenas duas edições – 1987 e 1988.

A primeira, nas semifinais, depois de empatar sem gols a ida, no Beira-Rio, e perder a vaga na decisão ao ser derrotado por 1 a 0, no Mineirão, com um gol do centroavante Amarildo na prorrogação.

Copa União 1987 Cruzeiro Inter

Cruzeiro e Internacional fizeram uma das semifinais da Copa União, o Brasileirão de 1987, e o Colorado levou a melhor garantindo a classificação com uma vitória por 1 a 0 no Mineirão

No ano seguinte, os dois times fizeram uma das quartas de final. E os mandos de campo foram invertidos. O Colorado teve mais facilidade, pois empatou sem gol no Gigante da Pampulha e garantiu a classificação vencendo por 2 a 0 em Porto Alegre.

Classificação

A única vitória cruzeirense num mata-mata contra o Internacional foi nas quartas de final da Copa João Havelange, o Brasileirão de 2000. O jogo de ida, no Beira-Rio, terminou empatado por 1 a 1 com o centroavante cruzeirense Oséas marcando os dois gols, um a favor e outro contra.

Na volta, no Mineirão, o Cruzeiro garantiu a vaga vencendo por 3 a 2, de virada, com Fábio Júnior decretando a vitória aos 32 minutos do segundo tempo, num lance em que Geovanni aproveitou falha do volante Leandro Guerreiro, na época uma revelação colorada.

O último mata-mata entre os dois clubes foi na terceira fase da Copa Sul-Americana de 2004. E o Inter ficou com a vaga fazendo 3 a 1 no Beira-Rio e 1 a 0 no Mineirão, na volta, com um gol de Rafael Sóbis.

A ordem dos jogos semifinais entre Cruzeiro e Internacional será sorteada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na próxima segunda-feira.

Libertadores

Nas Copas Libertadores de 1976, quando o Cruzeiro foi campeão, e 1977, quando ficou com o vice, os dois clubes se enfrentaram, mas os duelos não foram de mata-mata. O primeiro aconteceu ainda na fase de grupos. Naquela época, apenas o vencedor de cada chave avançava na competição.

Em 1977, como campeão do ano anterior, o Cruzeiro entrou na Libertadores diretamente nas semifinais, que eram disputadas em triangulares com jogos de ida e volta. E mais uma vez o Colorado foi adversário da Raposa e acabou superado.

Confira os mata-matas entre Cruzeiro e Internacional

DATA

PLACAR

LOCAL

COMPETIÇÃO

QUEM LEVOU A MELHOR?

10/10/1962

Empate 1 x 1

Independência

Taça Brasil

 

17/10/1962

Inter 2 x 1

Olímpico

Taça Brasil

Internacional

29/11/1987

Empate 0 x 0

Beira-Rio

Brasileiro

 

3/12/1987

Inter 1 x 0

Mineirão

Brasileiro

Internacional

29/1/1989

Empate 0 x 0

Mineirão

Brasileiro

 

1/2/1989

Inter 2 x 0

Beira-Rio

Brasileiro

Internacional

29/11/2000

Empate 1 x 1

Beira-Rio

Brasileiro

 

2/12/2000

Cruzeiro 3 x 2

Mineirão

Brasileiro

Cruzeiro

10/10/2004

Inter 3 x 1

Beira-Rio

Sul-Americana

 

20/10/2004

Inter 1 x 0

Mineirão

Sul-Americana

Internacional