Pela tranquilidade. Na 13ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 41 pontos, o Atlético encara o Athletico-PR, neste domingo (24), às 16h, no Mineirão, pela 34ª rodada do torneio, para praticamente acabar com qualquer risco de rebaixamento.

Caso vença o Furacão, e chegue aos 44 pontos, o risco de queda do Alvinegro cairia para menos de 1%, segundo estimativa do Departamento de Matemática da UFMG.

Além de espantar o risco de um descenso, os três pontos sobre o time paranaense deixariam o Atlético mais perto de alcançar uma classificação para a Copa Sul-Americana, o que atenuaria a série de insucessos que o time acumulou nesta temporada.

O time

Para o duelo com o Furacão, o técnico Vagner Mancini vai ter três importantes desfalques. Suspensos, os zagueiros Igor Rabello e Réver, e o volante Jair vão ficar de fora da partida.

Na zaga, não há mistério. Leonardo Silva e Iago Maidana serão os escolhidos para iniciar jogando.

No meio-campo, Mancini pode optar pela entrada do paraguaio Ramón Martínez, que está de volta após servir a seleção de seu país, ou recuar Luan para a função de volante, escalando mais um meia na equipe.

Quem também voltará a ser relacionado e com boas chances de ser titular é o venezuelano Rómulo Otero, que assim como Martínez, serviu o seu país na última data Fifa.

Com isso, resta a dúvida se o comandante alvinegro vai mandar a campo o equatoriano Cazares ou o jovem Marquinhos, que vem se destacando nos últimos jogos.

O provável Galo para enfrentar o Athletico-PR deve ter: Cleiton; Patric, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Zé Welison, Martínez, Luan, Cazares (Otero) e Marquinhos; Di Santo.

Leonardo Silva Léo Silva Atlético Galo

Furacão desfalcado

Mesmo já estando classificado para a próxima Copa Libertadores, em função do título da Copa do Brasil, o Athletico-PR vive grande fase no Brasileirão.

Visivelmente mais leve em campo, o Furacão vem fazendo bons jogos no torneio, conquistou dez dos últimos doze pontos em disputa, e ocupa a quinta colocação na classificação, com 53 pontos.

Para o confronto com o Galo, o técnico Eduardo Barros deverá promover oito alterações na equipe em relação ao duelo com o Botafogo, em que o time paranaense venceu por 1 a 0.

No gol, Santos volta ao time no lugar de Léo, após servir à Seleção. Na lateral-direita Madson deverá assumir a vaga de Khellven.

Na zaga, Pedro Henrique deve ganhar uma chance no lugar de Robson Bambu, e Pedro Henrique vai substituir Thiago Heleno, que está suspenso.

Quem também vai cumprir suspensão é o lateral-esquerdo Márcio Azevedo, que deverá ser substituído por Abner Vinícius.

Grande estrela do time, o volante Bruno Guimarães tem boas chances de voltar ao time titular após se recuperar de uma lesão no tornozelo direito. Nesse caso, Camacho deixaria a equipe.

Por fim, o comandante do Athletico-PR deve promover a volta do argentino Marco Rúben no ataque, no lugar de Marcelo Cirino.

Já o velocista Rony, que também faz uma grande temporada pelo Furacão, pode ser poupado do duelo, dando lugar para Braian Romero.

A FICHA DO JOGO

ATLÉTICO

Cleiton; Patric, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Zé Welison, Martínez, Luan, Cazares (Otero) e Marquinhos; Di Santo.

ATHLETICO-PR

Santos; Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira, Abner Vinícius; Wellington, Bruno Guimarães, Thonny Anderson; Nikão, Braian Romero e Marco Ruben. Técnico: Eduardo Barros

DATA: 24 de novembro de 2019

LOCAL: Mineirão

CIDADE: Belo Horizonte

MOTIVO: 34ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro

ARBITRAGEM: Edina Alves Batista, auxiliada por Emerson Augusto de Carvalho e Bruno Salgado Rizo, todos de São Paulo