A pentacampeã brasileira de mountain bike, Erika Gramiscelli, foi atropelada por um ônibus, quando treinava em Betim (MG), onde mora, nesta segunda-feira (21). A atleta, que busca vaga nos Jogos Olímpicos de 2016, lamentou a falta respeito dos motoristas com os ciclistas nas ruas. Em tom de desabafo, ela criticou o motorista do ônibus que a atropelou.

"Quanta ignorância vivemos, quantas pessoas terão que sofrer acidentes até mesmo fatais para que motoristas possam respeitar os ciclistas. Fui vítima da ignorância de um ser incompetente que dirigia um ônibus", declarou, nas redes sociais.

"Eu estava voltando do treino, já próximo da minha residência, quando o ônibus (placa HIJ7414) passou por mim e logo em seguida virou à direita. Eu estava seguindo reto, foi tudo muito rápido, com a pancada fui arremessada ao chão. Graças a Deus fui amparada pelos anjos, não sei como escapei. Mas tenho  certeza de que situações assim acontecem com os ciclistas todos os dias. Hoje foi um dia que eu não pude evitar", disse Gramiscelli.

A ciclista agradeceu pela ajuda que recebeu de pessoas que passavam pelo local. Depois de ser atendida no Hospital Regional, Gramiscelli contou ter sofrido "apenas" escoriações e luxações nas costas e clavícula e que estava com muita dor no braço.

Mesmo após o trauma, Gramiscelli garantiu que não vai desistir da sua modalidade. "Acordei com dores por todo o corpo, mas não posso desistir dos meus sonhos, viver é isso, enfrentar a vida do jeito que ela quiser! Mais um dia de vida e saúde!", postou a ciclista.