O principal é levantar a taça, e isso o Cruzeiro fez por três vezes na Era dos Pontos Corridos na Série A. Mas o novo formato do Brasileirão permitiu ainda um ranking de clubes justo, pois ele é formado com a somatória da pontuação a cada temporada. E nesta tabela, a Raposa está despencando.

E a situação vai piorar na temporada 2021, que começa no final deste mês, com a disputa dos campeonatos estaduais. Isso é fruto do rebaixamento à Série B sem que o acesso tenha sido alcançado na edição 2020 da Segundona nacional.

Cruzeiro 2003O time que venceu o Paysandu por 2 a 1, no Mineirão, e garantiu o título da Série A do Campeonato Brasileiro na primeira edição da competição por pontos corridos

A posição no G-3 já foi perdida, o ano pode acabar com o clube fora até das dez primeiras posições e, provavelmente, superado pelo rival Atlético.

Histórico

Primeiro campeão brasileiro com esta fórmula de disputa, em 2003, isso fez do Cruzeiro o primeiro líder do ranking. Mas a ponta foi perdida no ano seguinte, pois o Santos, que tinha sido o seu vice, levantou a taça e tomou a dianteira desta classificação.

Os 89 pontos de 2004, somados aos 87 do ano anterior, fizeram o Peixe assumir a ponta com 176. O Cruzeiro marcou apenas 56 na Série A seguinte ao seu primeiro título nos pontos corridos e chegou a 156, na terceira colocação, pois o São Paulo tinha um acumulado de 160 (78 + 82).

O Santos se manteve à frente do rival até a edição de 2007. Neste ano, o São Paulo foi o primeiro bicampeão em sequência nos pontos corridos, pois já tinha garantido o título em 2006, e tomou também a dianteira do ranking de pontos, com 373, contra 361 do Peixe. O Cruzeiro somava 329.

Consolidado

A partir de 2007, o São Paulo não perdeu mais a liderança do ranking, até porque, foi tricampeão no ano seguinte, fez boa campanha em 2009 e abriu frente para os concorrentes.

A segunda posição ficou sendo disputada por Santos, Cruzeiro e até Internacional, vice em 2005, 2006 e 2009.

Quando venceu o bicampeonato em sequência, em 2013 e 2014, a Raposa tomou a vice-liderança do Peixe, mas as campanhas ruins em 2015 e 2016 fizeram o clube perder a posição.

E o Cruzeiro foi o terceiro colocado no ranking dos pontos corridos até o início da edição de 2020, a primeira que não disputou por causa do rebaixamento.

Realidade

Atualmente, a Raposa ocupa a sexta posição, pois já foi ultrapassada por Flamengo, Internacional e Corinthians. O sétimo é o Grêmio, com 1.019 pontos, 11 a menos que o Cruzeiro.

Como só disputa mais duas partidas no Brasileirão 2020, o Grêmio irá tomar o sexto lugar dos celestes na edição 2021.

Mas os gremistas não serão os únicos a ultrapassar os cruzeirenses. O oitavo, Fluminense, está a 33 pontos. O nono, que é o Atlético, tem 64 a menos.
É importante destacar que essas equipes também têm dois jogos a disputar na atual edição da Série A.

Até o Palmeiras, que é décimo colocado, com 72 pontos a menos que o Cruzeiro (1.030 a 958), pode superar o time da Toca. Isso porque o alviverde paulista ainda tem quatro confrontos a disputar pelo Brasileirão 2020, pois teve jogos adiados por causa da participação no Mundial de Clubes da Fifa.

Se Fluminense e Palmeiras concretizarem a ultrapassagem ao Cruzeiro no ranking dos pontos corridos na próxima Série A do Campeonato Brasileiro, a Raposa será, entre as equipes que já levantaram a taça neste formato, a pior colocada nesta classificação, embora a maior marca celeste no período seja o tricampeonato em 2003, 2013 e 2104.

Os 20 primeiros colocados no ranking dos pontos corridos

POS.

CLUBE

PG

J

V

E

D

GP

GC

S

A (%)

São Paulo

1165

701

326

187

188

1034

757

277

55

Santos

1093

701

304

181

216

1058

834

224

52

Flamengo

1077

702

295

196

211

981

842

139

51

Internacional

1044

664

293

165

206

893

733

160

52

Corinthians

1035

663

282

189

192

868

711

157

52

Cruzeiro

1030

666

293

151

222

978

818

160

52

Grêmio

1019

660

282

173

205

911

726

185

51

Fluminense

997

702

270

187

245

943

905

38

47

Atlético

966

664

265

171

228

965

876

89

48

10º

Palmeiras

958

616

266

160

190

887

732

155

52

11º

Athletico-PR

952

664

265

157

242

891

828

63

48

12º

Botafogo

811

618

213

172

233

775

799

-24

44

13º

Vasco

763

588

196

175

217

743

828

-85

43

14º

Goiás

684

512

189

117

206

711

730

-19

45

15º

Coritiba

643

511

168

139

204

611

649

-38

42

16º

Figueirense

550

438

142

124

172

530

622

-92

42

17º

Vitória

468

396

123

99

174

492

581

-89

39

18º

Sport

462

378

122

96

160

437

526

-89

41

19º

Ponte Preta

432

362

114

90

158

414

534

-120

40

20º

Bahia

409

348

102

103

143

382

461

-79

39