Sampaoli

O vice-campeonato brasileiro em 2019 não foi suficiente para que a relação entre o Santos, adversário de hoje do Atlético, e o técnico Jorge Sampaoli, atual comandante do time mineiro, fosse de plena gratidão.  Pelo contrário. Até mesmo quando ainda frequentava a Vila Belmiro, o argentino já não demonstrava prazer em comandar o Peixe e, para piorar, colecionava inimIgos por lá.

Sempre exigente e cobrando constantemente reforços da diretoria, assim como faz no Atlético, Sampaoli acabou entrando em atrito constante com a cúpula santista e também como outros funcionários, como com Serginho Chulapa, ídolo do clube e auxiliar permanente da casa. O ex-atacante, inclusive, chegou a dizer publicamente que pensou em armar uma "arapuca" para "dar uns tapas" no técnico.

Nesta noite, em jogo válido pela nona rodada do Brasileirão, Sampaoli e Santos serão, pela primeira vez, adversários. Com 15 pontos na tabela, quatro a mais que o time praiano e também um jogo a menos, o Galo busca mais uma vitória fora de casa para seguir no pelotão de frente e ganhando gordura para brigar pelo caneco que tem como sonho de consumo desde 1971.

“Temos que atacar, temos que melhorar o ataque. Os lados do Santos são muito exigentes, basicamente os extremos, Soteldo, Marinho. Temos que ver se o jogo se planta muito no campo do Santos, no nosso campo. Atacando ou não, vamos sofrer. Se nós atacarmos, esses jogadores vão ficar imersos em desaparições. Se o Santos domina, seguramente vão aparecer e vão fazer com que fique muito arriscado para nós”, disse o comandante atleticano.

“São jogadores todos que eu tive. Vejo que é um time muito forte, que acabou de ganhar do Ceará, que é um grupo que, apesar de aparecer um montão de inconvenientes, o supera, porque é um grupo muito nobre. Então, seguramente na Vila, um lugar muito difícil, teremos uma partida muito exigente. Eu os conheço muito bem e sei que isso vai acontecer”, acrescentou.

Novo duelo
Contudo, amanhã, um novo duelo está marcado entre as partes; desta vez, nos tribunais. Adiado devido à pandemia do novo coronavírus, o julgamento da ação movida pelo técnico contra o ex-clube foi marcada para esta quinta-feira.  Sampaoli cobra do Santos a premiação pela classificação à Copa Libertadores deste ano, além da multa rescisória de seu contrato (R$ 10 milhões) e os direitos de imagem (cerca de R$ 600 mil).

Santos x Atlético

Motivo: 9ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Vila Belmiro, em Santos
Horário: 21h30
Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães, auxiliado por  Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha. VAR:  Carlos Eduardo Nunes Braga - todos do Rio de Janeiro

Santos: João Paulo; Pará, Alex, Wagner Leonardo (Madson) e Felipe Jonatan; Jobson, Diego Pituca e Carlos Sánchez; Marinho, Soteldo e Lucas Braga (Marcos Leonardo). Técnico: Cuca

Atlético: Rafael, Mariano (Guga), Rabello, Alonso, Arana, Allan (Hyoran), Franco, Jair, Marrony (Savarino), Keno (Marquinhos), Sasha. Técnico: Sampaoli

Transmissão: Globo, Première