Apesar de não ter levantado nenhuma taça em 2019, o torcedor atleticano encerrou o ano comemorando o inédito rebaixamento do Cruzeiro à Série B do Campeonato Brasileiro. Agora, a briga do Galo em 2020, e início de 2021, é pelo título da Série A. E nessa disputa, tem como adversários dois concorrentes que “ajudaram” no processo de queda do rival: os treinadores Rogério Ceni, do Flamengo, e Abel Braga, do Internacional, adversário alvinegro no próximo domingo (6), às 18h15, no Mineirão, pela 24ª rodada da competição nacional.

Os dois viveram na Toca da Raposa II situação idêntica a atual. Chegaram com a temporada já em andamento, tentando apagar incêndios. E a expectativa da torcida atleticana é que o resultado seja igual ao do ano passado.

Rogério Ceni Abel Braga técnicos

Rogério Ceni e Abel Braga participaram do rebaixamento do Cruzeiro, no ano passado, e agora são adversários do Atlético na briga pelo título da Série A do Campeonato Brasileiro de 2020

Rogério Ceni dirigiu o Cruzeiro em apenas sete partidas da Série A do ano passado. Foram duas vitórias, dois empates e três derrotas, com apenas 38% de aproveitamento.

Após sua saída, Abel Braga chegou ao clube celeste. Foi quem mais comandou a Raposa no Brasileirão da sua queda, em 14 partidas, com desempenho bem próximo do de Ceni, pois o aproveitamento foi de 40,4%, com três vitórias, oito empates e três derrotas.

2020

Agora, além do desempenho do time de Jorge Sampaoli, que é o mais importante para o Atlético encerrar o jejum de quase 50 anos sem vencer o Brasileirão, tropeços dos concorrentes também ajuda muito em competições por pontos corridos.

O Inter, de Abel Braga, já pode ficar a seis pontos do Galo, caso ele vença no próximo domingo. Contra o Flamengo, de Rogério Ceni, não há mais confrontos, mas a irregularidade seguir como “parceira” do time da Gávea é importante para o sonho atleticano, pois o rubro-negro carioca, até o final da temporada, tem apenas o Campeonato Brasileiro para disputar, pois está fora das Copas do Brasil e Libertadores.