Em uma campanha surpreendente, com direito a vitórias sobre os favoritos Uruguai e Chile, a seleção peruana vai ser a adversária do Brasil na final da Copa América, no próximo domingo (7), às 17h, no Maracanã.

Apesar da ampla vantagem no retrospecto contra o Peru – são 31 vitórias, quatro empates e nove derrotas na história – o último revés da Seleção Brasileira em casa, contra adversários sul-americanos, em jogos oficiais, foi justamente para os peruanos.

Em 1975, quando teve a base da Seleção formada por jogadores que atuavam no futebol mineiro, o Brasil foi derrotado para o Peru por 3 a 1, no Mineirão, no dia 30 de setembro, no jogo de ida das semifinais da Copa América. (Confira os gols abaixo).

Essa edição da competição não tinha sede fixa, promovendo playoffs, com cada seleção mandando um jogo dentro de casa e outro longe de seus domínios.

Os gols do adversário foram marcados por Casaretto, duas vezes e por Teófilo Cubillas, principal jogador do Peru na época. Roberto Batata, que defendia o Cruzeiro, descontou para a equipe verde e amarela.

No jogo da volta, em Lima, o Brasil venceu por 2 a 0, com gols de Meléndez, contra e Campos. O regulamento do torneio previa um sorteio em caso de igualdade no saldo de gols após os dois duelos. Na ocasião, os peruanos tiveram mais sorte e a bolinha vermelha e branca foi a escolhida, eliminando o Brasil do torneio.

Desde então, somando partidas pela Copa América de 1989, Copa das Confederações de 2013, Copa do Mundo de 2014  e duelos pelas Eliminatórias para os mundiais, a Seleção não foi derrotada em solo tupiniquim.

O último duelo entre Brasil e Peru aconteceu justamente na primeira fase desta edição da Copa América. Na terceira rodada do grupo A, o time comandado pelo técnico Tite goleou por 5 a 0, na Arena Corinthians, no dia 22 de junho.

FICHA DO JOGO

BRASIL 1 x 3 PERU

Data: 30 de setembro de 1975

Competição: Jogo de ida da semifinal da Copa América

Local: Mineirão

Público: 22.412 presentes

Árbitro: Miguel Angel Comesaña (Argentina), auxiliado por Carlos Robles Robles (Chile), Ramón Ivanoes Barreto Ruiz (Uruguai)

Cartão Amarelo: Ramírez (Peru)

Gols: Casaretto, aos 19 do primeiro tempo e aos 43 do segundo tempo e Cubillas, aos 37 minutos do segundo tempo (Peru); Roberto Batata, aos nove minutos do segundo tempo (Brasil)

BRASIL

Raul, Nelinho, Miguel, Wilson Piazza e Getúlio; Wanderley e Geraldo (Zé Carlos); Roberto Batata, Palhinha, Roberto Dinamite (Reinaldo) e Romeu. Treinador: Oswaldo Brandão

PERU

Sartor, Soria (Navarro), Meléndez, Chumpitáz e Díaz; Ojeda e Quesada; Ramírez, Casaretto, Cubillas e Oblitas. Treinador: Marcos Calderón Medrano