Se há um campeonato no automobilismo brasileiro em que os mineiros marcam presença em quantidade e qualidade é o Turismo Nacional, disputado com modelos de produção equipados com motores 1.600cc. Desde a volta da competição, em 2017, os pilotos do estado ou levam títulos ou terminam bastante próximos.

Situação que se repete na atual temporada, que chega ao fim no sábado, no Autódromo de Cascavel. As quatro últimas corridas do ano indicarão os campeões brasileiros e, em duas categorias, as chances de o título vir mais uma vez para Minas são grandes.

Na Classe 1 Super (para modelos fabricados a partir de 2017 e reunindo os pilotos mais experientes, Gustavo Mascarenhas, com o Fiat Uno #87, é o vice-líder com 259 pontos, 31 a menos do que o goiano Gabriel Corrêa (105 estarão em jogo no fim de semana).

O piloto de Curvelo mostrou ser o mais regular em um regulamento que determina a inversão das primeiras filas do grid nas corridas 2 e 4 para aumentar a competitividade.
Depois das três vitórias em Interlagos, os irmãos Wanderson e Leandro Freitas, com o VW Gol #77, também estão na briga, com 237 pontos.

A dupla disputa seu primeiro ano na nova classe depois do bicampeonato na Classe 2 (modelos fabricados até 2016). E, curiosamente, o pior desempenho na temporada veio justamente na pista mais conhecida: o Circuito dos Cristais, em Curvelo, quando problemas mecânicos marcaram as quatro corridas. Outro que compete na categoria é o juiz-forano Luiz Filgueiras (VW Gol #66), em dupla com Rodrigo Moreno.

Vantagem
Na Classe 1A, a situação de Thiago Tambasco é mais tranquila. Com nove vitórias no campeonato, ele lidera com 352 pontos, 59 a mais do que o perseguidor mais próximo, Caíto Carvalho, que corre em casa (assim como o irmão Fábio, que aparece em terceiro).

Com o Chevolet Onix #146, Thiago pode controlar a vantagem e se limitar a marcar os adversários. Por outro lado, terá de lidar com o “Troféu Bigorna” – o lastro de peso carregado pelos primeiros colocados e, que, no seu caso, chega aos 50 quilos extras.

Leia mais sobre automobilismo e motociclismo no site Racemotor (https://racemotor.com.br)

 

RÁPIDAS

MAURÍCIO 'RATINHO' ROCHA FICA EM
SEGUNDO LUGAR NO RALLY ROTA SC

Dois dias de percurso pela serra catarinense, passando por Capão Alto, Lages e Campo Belo do Sul. E uma disputa segundo a segundo pela classificação do Rally Rota SC mas, principalmente, pela classificação do Brasileiro de Rally Baja entre os UTVs. O mineiro Maurício Rocha, o ‘Ratinho’ fez bonito e confirmou a condição de candidato ao título na categoria Pro. Com seu Can-Am Maverick X3, ele foi superado apenas pelo paulista Richard Fliter e, no campeonato, está a apenas quatro pontos do líder, Bruno Varela. A competição, aliás, terá sua etapa decisiva em território mineiro. Inhaúma, cidade próxima a Sete Lagoas, consagrará os campeões nos UTVs, motos e quadriciclos nos dias 29 e 30 de novembro.

FIM DE SEMANA COMPLICADO PARA
IGOR FRAGA NA F-REGIONAL EUROPA

Um fim de semana trabalhoso para o ‘Samurai de Ipatinga’ Igor Fraga (nasceu no Japão, de pais mineiros) na sexta etapa da Fórmula Regional Europa. Vindo de vitória em Imola, ele conseguiu um quarto lugar como melhor resultado na rodada tripla em Barcelona. Na primeira corrida, acabou se chocando com o carro do francês Alexandre Bardinon e terminou em décimo e, na terceira, conseguiu se recuperar para receber a bandeirada em sétimo. Com isso, perdeu provisoriamente a terceira posição no campeonato para o alemão David Schumacher (filho de Ralf). Como se não bastasse, perdeu o passaporte e os pertences depois que ladrões arrombaram o carro de seu engenheiro.

CALOR E BONS PEGAS DÃO O TOM NA
SEGUNDA DA TAÇA MINAS DE KART

Forte calor e baixa umidade marcaram, mas não prejudicaram, a segunda etapa da Taça Minas Gerais de Kart, no RBC Racing, em Vespasiano. Nada menos que 66 pilotos ganharam a pista para mais uma rodada dupla. Entre os pequenos da Cadete, vitórias de Miguel Máximo e Lucas Moura. Enzo Azevedo levou as duas na Mirim. Mesmo caso de Luca Neuenschwander na Júnior e André Novaes na Super Sprinter (ambas com motores dois tempos). Com três subdivisões, a F-4 teve triunfos de Helena Melo e Gustavo de Luka na Júnior; Humberto Alves, na Sênior e Bolivar Andrade na Estreante. Marcos Paulo e Alexandre Araújo levaram a melhor na Super Kart Indoor, enquanto Luan Felipe venceu a corrida dos alunos do projeto Piloto do Futuro.