O primeiro dia de desafio do 37º Enduro da Independência ficou para trás. Com direito a frio, chuva e névoa nas trilhas que levaram os 300 pilotos de todo o país de Ubatuba a Itajubá, primeira parada da prova. Os competidores das diversas categorias encararam trilhas pela Serra do Mar, estradas abandonadas e passaram pela Basílica de Nossa Senhora Aparecida, onde aconteceu o neutralizado, para descanso e manutenção das motos. O local havia sediado a largada da prova em 2017.

Na categoria Elite, que reúne os pilotos mais experientes, quem saiu na frente foi o lavrense Tunico Maciel, que mostra toda a sua versatilidade. Vencedor do Rally dos Sertões, encerrado domingo (num percurso de quase 5 mil quilômetros por seis estados que premiou a velocidade), ele não sentiu o desgaste no retorno à sua primeira modalidade. E conquistou o colete amarelo destinado ao líder – uma novidade inspirada na camisa amarela da Volta da França de ciclismo.

Nas demais categorias, liderança de Pablo Zanchet (Graduados); Eduardo Tomita (Intermediária); Thiago Veloso (Brasil); Vinícius Moraes (Over); Erasmo Schwarz (Over 45); Márcio José Miranda (Over 50); José Roberto Scheid (Over 55); Villegaignon Lage Oliveira (Over 60); Bárbara Neves (Feminino); Luciano Vasconcelos Paiva (Novato); Fredy Minatti (Brasil Iniciante); Francis Feliciano Santos/José de Freitas Filho (dupla Graduados); Bruno Zanchet/Daniel Folador (dupla Intermediária); Rodrigo Soares Lopes/Luiz Carlos Natale (dupla Over 35); Regina Formagio da Silveira/Marcos Freitas da Silva (dupla Estreante).

O percurso da quinta-feira (5) promete exigir mais preparo físico, nas trilhas que levam os pilotos de Itajubá a Caxambu. A prova termina sábado, em Lavras.

Leia mais sobre automobilismo e motociclismo no Racemotor (https://racemotor.com.br)