Na lei da natureza, a pantera enfrentar um leão é muito mais difícil do que atacar um galo. No Campeonato Mineiro, porém, não é bem assim que funciona. Após derrotar o Villa Nova, na última segunda (20), a missão do Democrata, neste sábado (25), é parar o líder Atlético.

Dono do melhor ataque do Estadual, com 11 gols, e da melhor defesa, com apenas um, o alvinegro da capital é também o único com 100% de aproveitamento. 

O time do Leste de Minas, por sua vez, tem números nada satisfatórios; além de ter a defesa mais vazada, com oito tentos tomados, fez apenas dois gols, e também luta para não retornar à zona de rebaixamento.

Isso (não voltar ao Z-4) tem sido falado, principalmente por termos perdido as três primeiras partidas da competição”, comenta o volante Michel Elói. “O Mineiro é muito equilibrado e qualquer vitória pode te colocar acima de muitos adversários”, acrescenta.

Com a vitória por 1 a 0 sobre o Leão do Bonfim, o Democrata saltou na tabela e chegou à nona colocação. Tupi e América-TO, ambos com dois pontos, ocupam as duas últimas posições do Campeonato Mineiro.

Atenção redobrada
Uma das principais peças do técnico Eugênio Souza, Elói sabe que a Pantera não terá vida fácil diante do Galo. Por outro lado, somar mais três pontos, além de aumentar mais ainda a auto-estima do grupo, fará com que o sonho de disputar a Série D do Brasileirão continue vivo no clube. 

“Temos que ter atenção, pois sabemos da qualidade da equipe deles. Se sairmos na empolgação da torcida, eles podem matar a partida”, analisa o volante, que tem passagens por Guarani, Villa Nova e Caldense.

O duelo de alvinegros está marcado para às 16h30 deste sábado (25) no Mamudão, em Governador Valadares.

Curiosidade
A última vez que a equipe de Valadares se classificou entre os melhores do Mineiro foi em 2010. Naquela ocasião, o time encerrou a primeira fase atrás apenas do líder Cruzeiro.

Em seguida, o alvinegro encarou Villa Nova e Atlético – coincidentemente, a mesma sequência deste ano – nas fases seguintes. Após superar o Leão, a Pantera acabou eliminada nas semifinais pelo Galo, que se sagraria campeão ao bater o Ipatinga.

numero