Depois de os jogadores do Cruzeiro terem sido proibidos de conceder entrevista à imprensa, dessa vez foi o técnico Abel Braga que não quis falar com os jornalistas e dar explicações à torcida após o revés, por 1 a 0 para o CSA, no Mineirão, na noite dessa quinta-feira (28). O motivo informado pela assessoria do clube celeste foi de que o treinador não estava psicologicamente preparado para a coletiva.

Embora membros da diretoria da Raposa tenha confirmado recentemente que Abel permanece no time até o fim do Campeonato Brasileiro, o futuro dele agora é incerto. Nesta sexta-feira, o comandante dará uma entrevista na Toca II, com a cabeça mais fria.

O treinador computa 14 partidas à frente do Cruzeiro. Neste período, a equipe venceu São Paulo (1 a 0), Corinthians (2 a 1) e Botafogo (2 a 0), empatou com Internacional (1 a 1), Fluminense (0 a 0), Chapecoense (1 a 1), Fortaleza (1 a 1), Bahia (1 a 1), Athletico-PR (0 a 0), Atlético (0 a 0) e Avaí (0 a 0) e perdeu para Goiás (1 a 0), Santos (4 a 1) e CSA (1 a 0).

Abel Braga