Por mais um título pelo Atlético, Cuca encara time da infância e ex-auxiliar

Gustavo Andrade
@gfandrade
09/12/2021 às 21:33.
Atualizado em 14/12/2021 às 00:37
 (Cesar Greco / Ag. Palmeiras)

(Cesar Greco / Ag. Palmeiras)

Cesar Greco / Ag. Palmeiras

Alberto Valentim foi auxiliar de Cuca no Palmeiras entre 2016 e 2017. Juntos, foram campeões do Brasileirão

Campeão da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro, Cuca tentará ampliar sua galeria de troféus como treinador do Atlético com o título da Copa do Brasil. Para isso, ele terá de deixar de lado algumas relações de afeto com seu adversário na decisão do segundo torneio mais importante do futebol nacional.

Cuca é natural de Curitiba e, em sua infância, escolheu o Athletico-PR como o time para torcer. “É um clube da minha cidade, onde nasci. É o clube pelo qual eu torcia quando era pequeno. Minha família toda (torcia pelo Athletico-PR)”, comentou o atual técnico do Galo.

Neste domingo (12), às 17h30, as equipes mineira e paranaense iniciam a disputa da final da Copa do Brasil no Mineirão. Três dias depois, o comandante do Alvinegro voltará à sua terra natal para o jogo que decidirá o campeão.

Embora tenha sido um torcedor do Furacão, Cuca construiu os laços mais fortes de sua carreira como treinador com o Atlético. “É o maior clube da minha vida, sem dúvida nenhuma, além de ser o clube em que trabalhei mais tempo", destacou. "Foram praticamente três anos e meio, com cinco conquistas e na final de mais uma. É o clube com o qual eu mais me identifiquei”, destacou o treinador, que, além de uma Libertadores (2013) e um Brasileirão (2021), conquistou três edições do Campeonato Mineiro (2012, 2013 e 2021) à frente do Atlético.

Ex-auxiliar agora é rival

Não é apenas o time adversário na final da Copa do Brasil com quem Cuca tem uma memória afetiva. No banco de reservas do Athletico-PR, ele verá um antigo companheiro.

Os treinadores de Galo e Furacão trabalharam juntos no Palmeiras. Na equipe paulista, Alberto Valentim foi auxiliar de Cuca. Juntos, eles conquistaram o Campeonato Brasileiro de 2016.

“O Alberto é um cara pelo qual tenho um carinho enorme. Trabalhou comigo duas vezes no Palmeiras, em 2016 e em 2017. Hoje, já é um treinador afirmado e tem conquistas, o que é muito importante para um treinador jovem como ele”, analisou o comandante do time mineiro.

Na decisão da Copa do Brasil, não será apenas o técnico do Alvinegro que buscará mais uma taça nesta temporada. No comando do time paranaense, Valentim foi campeão da Copa Sul-Americana. “Ele tem ideia boas e novas. Torço muito para que tenha sucesso na carreira. Ele foi um grande lateral-direito e é um grande amigo que tenho”, complementou Cuca.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por