robinho, edilson, cruzeiro

A diretoria do Cruzeiro anunciou de forma surpreendente na manhã desta sexta-feira (6) que os contratos com o meia Robinho e o lateral-direito Edílson foram rescindidos. 

Dois dos mais experientes jogadores do grupo, Robinho e Edílson deixam o clube por questões financeiras, segundo nota oficial emitida no site da Raposa. 

“Diante da situação pela qual o Clube atravessa, que é pública e notória, a decisão de se abrir mão dos serviços dos atletas se dá exclusivamente por aspectos financeiros, e precisou ser tomada, após diversas análises internas, diante do compromisso da nova gestão com o futuro da instituição”, diz parte do comunicado oficial. 

O aviso aos atletas sobre a rescisão contratual aconteceu em uma reunião na manhã desta sexta-feira. 

“Infelizmente, devido ao cenário que envolve o Clube nos últimos anos, precisamos chegar a essa decisão extrema. Robinho e Edilson são atletas vitoriosos, que contribuíram para o time com grandes conquistas, e nós os agradecemos muito. Mas a realidade e necessidade de austeridade do Cruzeiro daqui pra frente nos impõe essa mudança. Um dos principais compromissos da nossa gestão é preservar a saúde financeira do Clube, e foi isso o que pesou na decisão. Continuamos, porém, atentos ao mercado para reforçar o elenco dentro da nossa realidade e contamos com a compreensão dos nossos torcedores para o nosso momento”, justificou o presidente Sérgio Santos Rodrigues.

A nota termina com agradecimentos aos dois jogadores “pelos serviços prestados ao clube”.

“O Cruzeiro agradece a Robinho e Edilson pelos serviços prestados, pelos títulos conquistados, e deseja sorte e sucesso aos dois atletas no prosseguimento de suas carreiras”.