Alvo do Atlético e de outros clubes, Ademir completou nesse sábado (24) sua sexta partida pelo América no Campeonato Brasileiro e, se entrar em campo pela sétima vez com a camisa alviverde, não poderá atuar por outra equipe na competição deste ano, segundo o regulamento do torneio.

Recuperado de uma lesão, o atacante voltou a jogar no empate em 1 a 1 diante do Grêmio, sendo acionado aos 23 minutos do segundo tempo, na vaga de Felipe Azevedo. Após o confronto, o avante foi alvo de elogios do técnico Vagner Mancini, que acredita piamente que o atleta permanecerá no Coelho até o fim da temporada, quando se encerra o vínculo com o clube.

“Pelo que vi do jogador em campo, ele está muito disposto a ficar e ajudar o América até o fim de seu contrato. É importante exaltar o que vivemos no dia a dia. O Ademir tem se mostrado muito disposto a voltar a atuar rapidamente, e todo mundo sabe que o contrato dele acaba no fim do ano. Mas a julgar pelo que fez hoje (sábado), fiquei satisfeito com seu empenho, sua dedicação e o que entregou para a gente. E com certeza vai melhorar”, afirmou.

Até agora, o Fumacinha defendeu o América no Brasileiro contra Athletico-PR, Corinthians, Flamengo, Cuiabá, Palmeiras e Grêmio. A tendência é que ele possa ser titular diante do Atlético-GO, neste domingo (1), às 20h30, no estádio Antônio Accioly, pela 14ª rodada da competição nacional. 

“O Ademir é uma opção muito interessante, entrou muito disposto, teve alguns bons momentos ofensivos. Ainda está um pouquinho abaixo em termos físicos. Por isso iniciou no banco (diante do Grêmio). Um atleta muito identificado com o clube e o elenco. A partir do momento em que ele entrou, ficamos bem mais agudos. E é isso que tem que acontecer. O América tem que incomodar um pouco mais na parte ofensiva”, disse Mancini.

O atacante pode assinar um pré-contrato com qualquer clube, enquanto o Coelho busca a renovação do vínculo com o atleta para o próximo ano.

Atlético