A eliminação para a Juazeirense-BA, na terceira fase da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (9), no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, causou não só um prejuízo desportivo, mas também financeiro ao Cruzeiro.

O revés, construído com uma derrota por 1 a 0 no tempo normal, e depois por 3 a 2 na disputa de pênaltis, custou R$2,7 milhões aos cofres do clube estrelado.

A quantia é referente à premiação para os que avançaram às oitavas de final do torneio.

A perda é ainda mais sentida pela grave situação econômica que a Raposa atravessa nos dois últimos anos. A receita com a classificação seria importante para auxiliar nos constantes atrasos salariais que o clube convive, e até mesmo na contratação de jogadores para a sequência da temporada.

Com a ducha de água fria na Copa do Brasil, a equipe celeste volta o foco para o Campeonato Brasileiro da Série B.

Na competição, a Raposa, que soma duas derrotas em dois jogos, vai buscar o primeiro triunfo, diante do Goiás, no próximo sábado, às 21h, no Mineirão.

Leia mais

Cruzeiro toma gol no fim, perde para a Juazeirense nos pênaltis e está eliminado da Copa do Brasil