Formado nas categorias de base do América, o volante Zé Ricardo esteve em todos os recentes feitos do Alviverde. Titular em boa parte da campanha do título da Série B em 2017, e um dos pilares do acesso à elite do futebol brasileiro e da histórica campanha na Copa do Brasil, o jogador busca a primeira final de Campeonato Mineiro.

A vitória por 2 a 1 no jogo de ida da semifinal do torneio, no último domingo (2), no Mineirão, deixou Zé perto de conquistar esse objetivo. Na partida de volta, neste domingo, às 16h, no Independência, o América pode perder até por um gol de diferença que garante a classificação.

Em entrevista coletiva, nesta sexta, no CT Lanna Drumond, o volante comentou sobre a expectativa pelo título do Estadual. “A gente quer evoluir, crescer, quer se tornar um jogador campeão, (ser) uma equipe campeã. Então, é uma grande possibilidade e a gente espera fazer um grande jogo”, disse o jogador.

Aos 25 anos, Zé Ricardo soma 160 jogos e dois gols pelo Coelho, desde que foi alçado ao time principal, em 2016.  

Ausência de Lisca

No confronto deste domingo, o Coelho não vai poder contar com o técnico Lisca, expulso na primeira partida. O Alviverde será comandado pelos auxiliares Cauan de Almeida e Márcio Hahn, quer já exerceram a função em outras oportunidades.

Em relação à ausência do comandante no banco de reservas, Zé Ricardo mostrou tranquilidade, destacando que o time está capacitado para buscar a vaga na final.

“É sempre importante a gente ter o Lisca do lado ali com a gente. Sentimos muito a presença dele, é muito importante. Mas a equipe está muito bem preparada, ele tem feito o trabalho todo durante a semana para gente poder chegar bem preparado para essa decisão”.