O entrevistado deste domingo (6), na seção Papo em Dia, é o argentino Juan Sebastián Verón. Presidente do Estudiantes, de La Plata-ARG, ele esteve em Belo Horizonte na semana passada e descobriu que, por estas bandas, tem um enorme prestígio com os atleticanos. Toda esta reverência se deve à final da Copa Libertadores de 2009, quando o ex-jogador foi um dos protagonistas da maior tragédia do Cruzeiro, no Mineirão.

“La brujita”, que herdou o apelido do pai e ex-atacante Juan Ramón Verón (falavam que era feio que nem uma bruxa), completará 41 anos na próxima quarta-feira (9), sendo 22 dedicados ao futebol profissional.

Em entrevista exclusiva ao Hoje em Dia, ele relembra o duelo contra a Raposa, conta como está sendo a vida de cartola, fala sobre o carinho que recebeu dos atleticanos e muito mais.

Confira um trecho:

Existe a possibilidade de acontecer um amistoso entre Atlético x Estudiantes?
Estamos trabalhando nisso. Temos que nos falar e tratar de encontrar um lugar na agenda para fazer essa excursão. Vamos ver se o tempo nos permite.

Você chegou a receber proposta para atuar no Galo, após 2009?
Não, nunca se disse isso, sobretudo pelo meu passado no Estudiantes, quando voltei ao clube, era difícil tomar a decisão de sair. Um pouco, mais adiante, pode ser que haja alguma partida e que eu jogue um pouco pelo Atlético.

 

Relembre alguns lances de Verón: