O presidente do Atlético, Sérgio Coelho, foi suspenso por dois jogos pela Conmebol por causa dos incidentes no duelo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, contra o Boca Juniors, em 20 de julho. Na ocasião, ele arremessou uma garrafa de água nos jogadores do time argentino, que tentavam invadir o vestiário atleticano. Por causa disso, o mandatário alvinegro não poderá comparecer ao Monumental de Núñez e ao Mineirão para acompanhar os embates do Galo com o River Plate, pelas quartas de final.

Além disso, Coelho também foi multado em R$ 260 mil. Já o Atlético, levou uma multa de R$ 78 mil.

Quanto ao Boca Juniors, a Conmebol ainda não publicou nota ou qualquer decisão sobre a punição aos argentinos. Alguns jogadores do time partiram para a violência após a eliminação, atirando cavaletes e um bebedouro em seguranças do Atlético na zona mista. Depois, seguiram rumo aos vestiários do Galo e dos árbitros, promovendo agressões e depredando o Mineirão no caminho. A Polícia Militar precisou conter a situação com uso de gás de pimenta.

O Boca passou aquela madrugada em uma delegacia de Belo Horizonte para prestar depoimentos e teve de pagar R$ 3 mil de fiança para dois integrantes da delegação serem liberados.