Pressionado pelos resultados ruins e sob risco de ser demitido em caso de novos tropeços do Real Madrid, o técnico Rafa Benítez partiu para o ataque na véspera do último compromisso do time em 2015, o duelo desta quarta-feira (30) com a Real Sociedad, pela 17ª rodada do Campeonato Espanhol. O treinador declarou que o clube, ele e o presidente Florentino Pérez são alvos de uma campanha contrária, que, inclusive, contaria com a divulgação de informações falsas.

"O que está claro é que há uma campanha contra Florentino Perez, contra o Real Madrid e contra o treinador e tudo o que pode ser criticado é criticado e que não é, é inventado, manipulado, etc. Há muitas pessoas que questionam uma trajetória e todos devemos estar conscientes de que temos que fazer a nossa parte, a começar por mim", declarou.

Benítez chegou ao Real Madrid em junho, para suceder o italiano Carlo Ancelotti, demitido após não conseguir levar o clube aos títulos nacional e europeu, ambos conquistados pelo rival Barcelona. O treinador garantiu nesta terça-feira que sabia do desafio que teria pela frente e garantiu ter condições de suportar a pressão de comandar um dos gigantes do futebol mundial.

"Sabia que vinha a um clube tão grande, em que tudo é ampliado para melhor e para pior. Estou há 30 anos sentado no banco, então conheço o mundo do futebol, o Real Madrid e o que isso significa. Também as soluções. Quando as coisas não estão indo tão bem, o que você tem a fazer é se concentrar em seu trabalho e ganhar o próximo jogo e estabelecer uma base", afirmou.

O Real Madrid passa por um momento de turbulência, tendo sido eliminado da Copa do Rei pela escalação de um jogador irregular. Além disso, foi goleado pelo Barcelona no Santiago Bernabéu por 4 a 0 e ocupa a terceira posição no Campeonato Espanhol. Benítez garante, porém, que não perde a tranquilidade às vésperas do duelo em casa com a Real Sociedad.

"Estou focado em fazer a equipe jogar bem e ganhar títulos. Temos de começar bem, jogando bem, marcando e com intensidade. A partir daí, será mais fácil e se não for assim, teremos que mostrar personalidade. Enfrentamos uma equipe que tem velocidade, quer controlar a bola e temos de ser os protagonistas", concluiu.