Agora é oficial. Candidato único na eleição para a presidência do Atlético, Sérgio Batista Coelho foi eleito, na tarde sexta-feira (11) para comandar o Galo no próximo triênio (2021,2022 e 2023).

A reunião ordinária, que formalizou a escolha do empresário foi realizada no clube Labareda, e contou com 188 conselheiros, o que corresponde a quase 60% do quadro total do clube.

A chapa eleita também é composta pelo advogado José Murilo Procópio, novo vice-presidente do Alvinegro.

Em um rápido discurso após o encerramento do pleito, Sérgio Coelho manteve o discurso adotado desde que oficializou sua candidatura ao cargo, ressaltando que vai pautar sua gestão com base na honestidade e transparência.

"Meu primeiro ato após assinar a posse será requerer ao presidente do Conselho Deliberativo, doutor Castellar Filho, e ao presidente do Conselho Fiscal, doutor Sérgio Leonardo, para contratação de auditoria interna e de perfil investigativo, para além da auditoria já existente de natureza contábil e fiscal, analisar mensalmente as contas do meu mandato, do primeiro ao último dia. Firmo o compromisso de enviar o balancete mensal para o Conselho Fiscal no mês subsequente ao seu fechamento. Honestidade, lisura nos processos, lealdade e transparência serão as marcas da minha gestão.

O novo mandatário também voltou a citar quais vão ser os quatro pilares de sua adminsitração.

"Assumo, reiterando os compromissos que tornei públicos durante a campanha. Vou trabalhar incansavelmente para levar o Galo ao mais alto nível do futebol mundial. Minha gestão será baseada em quatro pilares: sanear as finanças, investir fortemente nas categorias de base, formar e manter elencos fortes e competitivos e inaugurar a Arena MRV dentro do prazo previsto".

Perfil e diretrizes

Sérgio Coelho tem 60 anos, é formado em Administração e atua como gestor há 34 anos. Ele exerceu durante oito anos a função de dirigente não-remunerado no Atlético. Em parte desses anos, assumiu o cargo de vice-presidente durante a gestão de Nélio Brant e Ricardo Guimarães, período ao qual atribui grande aprendizado sobre os bastidores do futebol.

Guimarães, ao lado de Rubens Menin e de Renato Salvador, inclusive, foram grandes entusiastas da candidatura de Sérgio ao cargo.

Os três empresários são os principais parceiros econômicos do Galo no momento, auxiliando diretamente com recursos para contratações e para as despesas do futebol. Com isso, ambos tem grande influência na vida política do Alvinegro.

Nesse cenário, o novo presidente fez questão de fazer referência ao quarteto, citando também, Rafael (filho de Rubens), atual vice-presidente do Conselho Deliberativo do clube.

"Para alcançar esses objetivos conto desde já com a valiosa contribuição do chamado grupo dos 4 R’s: Rubens Menin, Ricardo Guimarães, Renato Salvador e Rafael Menin. Tenho por esses quatro profunda admiração, respeito e gratidão, preciso de vocês. Juntos, tenho certeza, seremos mais fortes", completou.

"Um só povo"

Sérgio Coelho, que vai tomar posse no dia 4 de janeiro, também se dirigiu ao torcedor do Galo,  pregando união no clube e agradecendo o apoio que recebeu desde que seu nome surgiu como provável novo presidente.  

À torcida atleticana, a mais fanática do Brasil, aqui representada pela diretoria da Galoucura, meu muito obrigado pelo apoio e torcida. Seremos um só povo, uma só nação, alvinegra no manto e na alma. Contem comigo. Finalizo reverenciando quem mais me apoiou ao longo de toda a vida, meu pai, minha mãe, já falecida, meus irmãos, minha mulher, meus filhos, minhas noras, meus amigos e a Deus, que sempre me deu a fé necessária para acreditar na transformação, na luta e nas pessoas. Contem comigo", disse Coelho.

Na próxima segunda-feira (14), o presidente eleito concederá entrevista coletiva no auditório da Sede de Lourdes, a partir das 10h30