O jovem atacante Neymar se envolveu em nova polêmica, dessa vez na Arábia Saudita. Astro do futebol mundial e garoto-propaganda de diversas marcas, o jovem atacante do Barcelona teve uma peça publicitária feita para a rede de fast food McDnald's retirada de circulação em Meca.

Segundo informações do jornal A Meca, a decisão de tirar as propagandas de circulação aconteceu porque as fotos foram consideradas ofensivas e violadoras da "santidade religiosa" da cidade, um dos epicentros de peregrinos na região;

Na peça, a camisa do jogador e em outras versões o texto lateral faz alusão a uma promoção para que as pessoas façam uma "Caminhada Big Mac por uma chance de conhecer Neymar" (em tradução livre).

A decisão teria partido da prefeitura local. Osman Mali, um dos representantes, afirmou em comunicado que as empresas estrangeiras precisam respeitar os sentimentos muçulmanos na hora de veicular cartazes com personalidades. Nas redes sociais o jogador foi criticado por suas tatuagens e seu comportamento dentro e fora de campo.

Meca é uma das cidades sagradas mais importantes do Islã e recebe milhares de peregrinos em romaria.