Antes da estreia de Mozart como treinador do Cruzeiro, marcada para este sábado (12), às 21h, no Mineirão, diante do Goiás, pela terceira rodada da Série B do Brasileiro, uma manifestação marcou o período da tarde em frente à Toca II, onde o time está concentrado. Torcedores da Raposa protestaram contra o presidente Sérgio Santos Rodrigues, o diretor-técnico Deivid, o diretor de futebol Rodrigo Pastana e parte do elenco celeste.

Por volta das 16h, dezenas de torcedores já marcavam presença em frente à Toca, com alguns deles chegando a golpear o portão. À medida que o tempo ia passando, as dezenas se tornavam centenas, e as manifestações continuavam ao longo da tarde deste sábado.

Torcidas organizadas da Raposa, além de comparecerem ao ato, anunciaram que não vão mais levar faixas de apoio ao time no Mineirão enquanto Sérgio Rodrigues for o mandatário do Cruzeiro.

Deivid

Também neste sábado, um fato negativo envolvendo Deivid repercutiu junto à torcida e a conselheiros da agremiação. Mensagens de uma conversa envolvendo o diretor e o empresário André Cury, na noite de sexta (11), vazaram e causaram polêmica por conta de seu conteúdo.

Nela, Deivid pede ajuda a Cury, para que este ceda ao clube alguns dos jogadores que agencia. O empresário, por sua vez, disparou: “Amigo, acho que vocês vivem em outro mundo! Fazem sacanagem com as pessoas e ainda querem pedir ajuda?”. 

Deivid, por sua vez, respondeu que defendeu Cury contra Sérgio Rodrigues. “Sou pelo certo. Você não está errado. Pergunta ao Rodrigo Pastana o que falei de você”, disse.

Covid

O meia Marco Antônio e o lateral-direito Cáceres estão fora da partida desta noite, por terem testado positivo para Covid-19. A maior surpresa na lista de relacionados é a presença do armador Marcinho, preterido por Felipe Conceição e que volta aos planos da equipe com o técnico Mozart.

O Cruzeiro busca sua primeira vitória na Segundona. Antes do jogo contra o Goiás, os celestes perderam para o Confiança (3 a 1) e o CRB (4 a 3).