As chances de título são reduzidas, pouco mais de 7%, mas o atleticano não desiste de soltar o grito de "campeão", entalado na garganta desde 1971. Com 46 pontos acumulados na atual edição da Série A, sete a menos que o líder São Paulo, o Galo encara o Coritiba neste sábado (26), no Mineirão, e tenta encerrar 2020 com motivos para seguir sonhando no ano novo que se aproxima. Cabe lembrar que a competição se encerra em fevereiro, devido à pandemia do novo coronavírus.

Para receber o Coxa no Gigante da Pampulha, o técnico Jorge Sampaoli poderá ter um reforço especial. Recuperado da cirurgia no tornozelo esquerdo, que o tirou de combate por cinco meses, o atacante Diego Tardelli treinou durante a semana e pode figurar entre os relacionados do comandante argentino.

Por outro lado, duas baixas no meio de campo farão com que o Galo tenha peças diferentes no setor. Lesionado há duas semanas, Jair segue de fora. Allan, expulso na derrota por 3 a 0 para o São Paulo, também não jogará mais em 2020. 

Por encarar o vice-lanterna e por precisar muito da vitória, Sampaoli deve apostar num time bem ofensivo, provavelmente, com dois zagueiros e apenas um volante.

Coxa desesperado

Com 21 pontos e na penúltima colocação, o Coritiba respira por aparelhos na Série A. Vencer o Atlético em BH, assim como fez em 2014, será fundamental para continuar sonhando com a permanência na elite o futebol brasileiro. Em crise dentro e fora das quatro linhas, o time paranaense também terá desfalques.
Maílton e Ramón Martinez, que pertencem ao clube mineiro, não podem atuar por força de contrato. O lateral-direito, inclusive, também cumpre suspensão. O zagueiro Nathan Silva também está suspenso.

De última hora, o técnico Pachequinho perdeu o meia Mathheus, que atuaria na lateral esquerda, já que William Matheus tem contrato chegando ao fim com o alviverde e não atua mais pelo clube.

Ficha Técnica:
Atlético x Coritiba

Motivo: 27ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 26 de dezembro de 2020 (sábado)
Local: Mineirão, em BH
Horário: 17h
Arbitragem: Dyorgines José Padovani de Andrande, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antônio Zanotti, todos capixabas. VAR: Gilberto Rodrigues Casto Junior (PE).

Atlético: Éverson, Guga, Rever, Alonso e Arana; Franco, Nathan, Hyoran (Zaracho); Savarino, Keno e Vargas (Sasha). Técnico: Jorge Sampaoli

Coritiba: Wilson; Jonathan, Rhodolfo, Sabino e Natanael (Luiz Henrique); Matheus Sales, Matheus Galdezani e Giovanni Augusto; Rafinha, Neílton e Pablo Thomaz (Robson).

Transmissão: Première