A provável contratação do goleiro Everson, do Santos, pode impactar diretamente na situação dos dois principais nomes da posição do Atlético no momento.

Pedido do técnico Jorge Sampaoli, que trabalhou com o jogador na Vila Belmiro, Everson chegaria para disputar posição com Rafael, titular da equipe desde a chegada de Sampaoli, e com Victor, um dos maiores ídolos da história do clube.

No acordo que está próximo de ser sacramentado, o Peixe receberia cerca de R$6 milhões para liberar o goleiro, mais 50% dos direitos econômicos do volante Zé Welison - fora dos planos do Galo - que iria para o time paulista.

Para selar a negociação, o Santos precisa reverter uma punição imposta pela Fifa, que o impediu de inscrever jogadores até quitar uma dívida com o Hamburgo, da Alemanha, pela contratação do zagueiro Cleber Reis.

A informação sobre as tratativas foi publicada inicialmente pelo Uol e confirmada pelo Hoje em Dia.

A procura da diretoria alvinegra por mais uma opção para a posição se deu pelo fato de o argentino querer um goleiro que tenha facilidade em trabalhar com os pés, característica que o técnico enxerga em Everson.

Rafael

Contratado em março, após rescindir com o Cruzeiro, Rafael foi o escolhido por Sampaoli para assumir a meta do Galo.

Desde então, o goleiro de 31 anos atuou em 14 partidas e sofreu nove gols. Pelo Galo, acumula 11 vitórias, um empate e duas derrotas até o momento.

Com atuações seguras e nítida evolução no jogo com os pés, o jogador rapidamente caiu nas graças da torcida alvinegra.

O próprio Sampaoli elogiou as atuações do goleiro publicamente em mais de uma oportunidade.

Victor

Considerado por muitos atleticanos como o maior goleiro da história do clube, Victor vive uma situação incomum desde que chegou ao Alvinegro em 2012.

Afastado por quatro meses no segundo semestre para tratar uma tendinite no joelho esquerdo, o experiente jogador de 37 anos voltou a atuar apenas no último jogo do Campeonato Brasileiro de 2019.

No início do ano, o então técnico Rafael Dudamel optou em escolher Michael, que, inclusive, foi emprestado ao Paços Ferreira-POR  em julho.

Após a saída de Dudamel, Victor reassumiu a posição de titular, até Sampaoli chegar e escalar Rafael.

Em 2020, Victor disputou apenas três partidas. A última delas há exatos seis meses, na vitória do Galo por  2 a 1 sobre o Cruzeiro, no Mineirão, pela primeira fase do Campeonato Mineiro.

Nos mais de oito anos de clube, Victor acumula 422 jogos, com 447 gols sofridos.

Pelo Alvinegro, o "Santo" conquistou os títulos do Campeonato Mineiro (2013, 2015 e 2017), da Copa Libertadores (2013), da Copa do Brasil (2014) e da Recopa Sul-Americana (2014).

Se confirmando a iminente chegada de Everson, Sampaoli terpa a missão de administrar a situação do novo xódó da torcida e a de um dos maiores ídolos do Atlético.