O programa Esporte Espetacular deste domingo, na TV Globo, exibiu matéria apontando supostas irregularidades no departamento jurídico do Cruzeiro, que tem como diretor o advogado Fabiano de Oliveira Costa.

Apontado como parte em uma investigação sobre desvio de dinheiro, que também coloca como investigado o conselhieor do clube e advogado Ildeu da Cunha Pereira, Fabiano de Oliveira Costa emitiu nota na tarde deste domingo alegando que provará sua "absoluta inocência".

"Aos maledicentes de última hora, que acusam antes de conhecer, faço meu compromisso com a verdade, e  a promessa de que provarei em todas as instâncias, a minha absoluta inocência", escreveu no último parágrafo de sua manifestação oficial. 

A reportagem do Esporte Espetacular mostrou que a Polícia Federal investiga Fabiano de Oliveira Costa por ligações supostamente escusas com o também advogado Ildeu da Cunha Pereira, conselheiro do Cruzeiro, que foi preso em outras duas operações da PF: "Capitu e Escobar".

Leia a nota de Fabiano Oliveira Costa na íntegra

"Quanto a reportagem divulgada no Esporte Espetacular, nesta data, informo que prestei todos os questionamentos que me foram feitos pela jornalista, entre eles, o de que NUNCA contratei os serviços profissionais do advogado Ildeu da Cunha Pereira e sequer presenciei referidas contratações.

Também reafirmo que nunca recebi qualquer valor do advogado em retorno à supostos contratos fraudulentos, e que todos os serviços por ele prestados, contratados diretamente pela Presidência, foram efetivamente realizados. 

Mesmo prestando serviços ao Cruzeiro há mais de 23 anos, nunca me enriqueci, e vivo exclusivamente do meu trabalho, e tenho comigo o testemunho de colegas de trabalho e de diretores sobre a lisura do meu comportamento.

Aos maledicentes de última hora, que acusam antes de conhecer, faço meu compromisso com a verdade, e  a promessa de que provarei em todas as instâncias, a minha absoluta inocência

Atenciosamente,
Fabiano Costa