Atlético

Zaracho encobriu o goleiro Felipe Alves e marcou o quarto gol da vitória do Atlético sobre o Fortaleza

O Atlético está próximo de voltar à final da Copa do Brasil depois de cinco anos. Na noite desta quarta-feira (20), o time alvinegro goleou o Fortaleza por 4 a 0, no Mineirão, e abriu larga vantagem no confronto pela semifinal da competição nacional.

As equipes decidirão a vaga na final na próxima quarta-feira (27), às 21h30, no Castelão, na capital cearense. Como não há o critério de gols marcados fora de casa, o Atlético se classificará se perder por até três de diferença. Qualquer vitória do Fortaleza por quatro gols leva a decisão para a disputa de pênaltis.

Quem avançar à final enfrentará o vencedor do confronto entre Flamengo e Athletico-PR. No jogo de ida, disputado em Curitiba, houve empate por 2 a 2.

Início avassalador

No intervalo do jogo no Mineirão, o Atlético já vencia por 3 a 0. O placar foi aberto com um golaço de Guilherme Arana aos 18 minutos. O lance gerou reclamações de jogadores do Fortaleza, que alegaram ter ouvido apito do árbitro Braulio da Silva Machado, indicando escanteio, quando a bola estava perto de ultrapassar a linha.

O segundo e o terceiro gols do Galo tiveram participação direta de Keno, um dos principais destaques da partida. Primeiro, ele cobrou o escanteio que Réver desviou para ampliar para 2 a 0.

Já aos 41 minutos, o camisa 11 deu belo drible no marcador e lançou para Zaracho. O argentino cruzou na cabeça de Hulk, que finalizou com força para deixar o placar ainda mais elástico. 

A goleada foi confirmada logo no segundo minuto da etapa final, com mais um belo gol. Depois de falta rebatida por Felipe Alves, Zaracho encobriu o goleiro do Fortaleza.

O único motivo de lamentação para os atleticanos foi quando Hulk pediu substituição depois de ter sofrido um pisão na mão esquerda. Cuca aproveitou para dar ritmo a Eduardo Vargas, que se recuperava de lesão. 

Com as mudanças na equipe, o Galo apenas controlou a vantagem, sem ser ameaçado pelo Fortaleza.

FICHA TÉCNICA

Atlético 4 x 0 Fortaleza

Atlético
Everson; Guga, Réver (Igor Rabello), Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Tchê Tchê), Jair, Zaracho e Nacho Fernández (Savarino); Hulk (Eduardo Sasha) e Keno (Eduardo Vargas)
Técnico: Cuca

Fortaleza
Felipe Alves; Daniel Guedes, Titi e Matheus Jussa; Yago Pikachu, Felipe (Bruno Melo), Éderson, Matheus Vargas (Henríquez) e Lucas Crispim (Edinho); Romarinho (Ronald) e Robson (Depietri)
Técnico: Juan Pablo Vojvoda

DATA: 20 de outubro de 2021 (quarta-feira)
LOCAL: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil
ARBITRAGEM: Braulio da Silva Machado, auxiliado por Kleber Lucio Gil e Henrique Neu Ribeiro, todos de Santa Catarina
VAR: Wagner Reway (PB)
CARTÕES AMARELOS: Jair (Atlético); Matheus Jussa, Yago Pikachu e Ederson (Fortaleza)
GOLS: Guilherme Arana, aos 18 minutos; Réver, aos 26 minutos; Hulk, aos 41 minutos do primeiro tempo; Zaracho, a 1 minuto do segundo tempo

Leia mais
Hulk é substituído após pisão na mão e vira preocupação no Galo para os próximos jogos
Com direito a chutaço e polêmica, Guilherme Arana marca o 100º gol do Atlético na temporada
Gol ou escanteio? Fortaleza reclama do árbitro em lance em que o Galo abriu a goleada no Mineirão