Recém-contratado junto ao Omyia Ardija, do Japão, o atacante Rafael Marques foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira (12) pelo Botafogo e exibiu confiança em uma passagem de sucesso pelo clube. Praticamente desconhecido no futebol brasileiro, o atleta de 29 anos já defendeu Samsunspor e Manisaspor, ambos da Turquia, antes de ir para o futebol japonês, e agora festeja a nova oportunidade em sua carreira.

"Sou um jogador de movimentação, não gosto de ficar parado dentro da área. Tenho velocidade, visão de jogo, tenho facilidade para dar assistências. Não sou um jogador completo, mas tenho muitos pontos positivos", afirmou o atacante, ao enumerar as suas próprias qualidades.

Contratado pelo Botafogo após um pedido do técnico Oswaldo de Oliveira, que conhece o jogador desde os tempos em que trabalhava no futebol japonês, Rafael Marques destacou nesta quinta que almeja grandes objetivos com a camisa alvinegra.

"Conversei com minha família e sabia que o momento de voltar teria de ser numa equipe de tradição e que disputasse títulos. Fui muito recebido pelos jogadores, torcedores e comissão. Estou muito contente de fazer parte dessa família que hoje é o Botafogo. Vim para buscar títulos e, no mínimo, buscar uma vaga na Libertadores", projetou.

Rafael, porém, admitiu que terá de conquistar o seu espaço no time do Botafogo, embora hoje o time esteja carente de atacantes de peso após as saídas de Loco Abreu e Herrera. O novo reforço, por sinal, preferiu não comparar o seu futebol ao do atacante uruguaio, que deixou o time para defender o Figueirense, e garantiu que está preparado para conviver com a pressão da torcida por um bom desempenho.

"É um dos motivos para eu ter voltado, essa cobrança por vitórias, conquistas. Sei que pode acontecer, mas estou preparado para isso", finalizou o atleta, que com a camisa do Omyia Ardija marcou 24 gols em 83 jogos pelo Campeonato Japonês. Antes de jogar no exterior por oito anos (cinco na Turquia e três no Japão), ele atuou no Brasil em passagens discretas por Ponte Preta, Palmeiras, Inter de Limeira e Marília.