Três jogos seguidos sem vencer na temporada. Menos de 50% de aproveitamento. Dois jogos contra times de Série B do Brasileiro: nenhum triunfo. Este é o Cruzeiro de Adilson Batista, que fala em “reconstrução”, mas que em momento algum demonstra evolução. Consequentemente, o que perpetua no torcedor celeste, na diretoria e nos próprios jogadores é o sentimento de frustração.

Até o momento, a Raposa soma 48,48% de rendimento, graças a quatro vitórias, quatro empates e três derrotas.

A situação fica ainda mais preocupante quando se considera o nível de atuações. Diferentemente do que tem dito o técnico Adilson Batista, a equipe celeste vem sendo pressionada por várias equipes consideradas, teoricamente, inferiores, vide Patrocinense e Tombense.

Cruzeiro

Além disso, diante de times da mesma divisão da Raposa no Nacional, a Raposa não se deu bem. Diante do América, obteve um empate em 1 a 1, no Mineirão, no Estadual, e, nesta quarta, perdeu por 2 a 0 para o CRB.

O caminho será longo, mas, até agora, é fato: o Cruzeiro ainda não está preparado para uma disputa de Série B.

Confira a campanha do Cruzeiro neste início de ano

Vitórias
22/1 - Cruzeiro 2 x 0 Boa - Campeonato Mineiro
28/1 - Cruzeiro 1 x 0 Villa Nova - Campeonato Mineiro
2/2 - Tupynambás 2 x 4 Cruzeiro - Campeonato Mineiro
1/3 - Cruzeiro 2 x 1 Uberlândia - Campeonato Mineiro

Empates
9/2 - Cruzeiro 1 x 1 América - Campeonato Mineiro
13/2 - São Raimundo (RR) 2 x 2 Cruzeiro - Copa do Brasil
16/2 - Patrocinense 1 x 1 Cruzeiro - Campeonato Mineiro
4/3 - Boa Esporte 1 x 1 Cruzeiro - Copa do Brasil

Derrotas
20/2 - Tombense 2 x 0 Cruzeiro - Campeonato Mineiro
7/3 - Atlético 2 x 1 Cruzeiro - Campeonato Mineiro
1/3 - Cruzeiro 0 x 2 CRB - Copa do Brasil