A espera acabou. Quase 50 anos depois, o Atlético volta a conquistar o Campeonato Brasileiro. Líder da competição desde a 15ª rodada, o Galo não deu chances para os rivais e garantiu a taça com três jogos de antecipação.

Durante a caminhada rumo ao título, o time comandado pelo técnico Cuca teve alguns duelos marcantes. Dentre atuações de gala e vitórias em momentos-chave, separamos dez partidas que foram emblemáticas para a conquista do Alvinegro.

Atlético 4 x 1 Atlético-GO – 1/7

A goleada sobre o Dragão, na oitava rodada, no Gigante da Pampulha, encerrou o pior momento do Galo no Brasileirão, após duas derrotas e um empate. De quebra, o triunfo iniciou uma sequência de 18 jogos sem derrota no Brasileiro, encerrada apenas no duelo com o próprio Atlético-GO, no segundo turno. Os argentinos Nacho Fernández e Zaracho, duas vezes cada, balançaram as redes para os donos da casa.

Atlético 2 x 1 Flamengo – 7/7

Com dois gols de Savarino, o Galo venceu o Flamengo, pela décima rodada, no Mineirão. O resultado culminou na demissão do técnico Rogério Ceni no clube carioca. Na época, mesmo estando na metade do primeiro turno, o Fla era apontado como um dos principais concorrentes do Galo pela taça do campeonato, o que acabou se concretizando no decorrer da disputa.

Atlético

Juventude 1 x 2 Atlético – 8/8

O jogo da liderança. De virada, com gols de Hulk e Nathan Silva, este já aos 47 minutos do segundo tempo, o Galo venceu o time gaúcho, fora de casa, pela 15ª rodada, assumindo a ponta da tabela, de onde não sairia até o fim da disputa.

Atlético 1 x 0 Internacional – 2/10

Quatro dias após a eliminação para o Palmeiras, na semifinal da Copa Libertadores, em casa, pelo gol qualificado, o Galo enfrentou o Internacional, pela 23ª rodada do Brasileirão. Em um jogo duríssimo, debaixo de chuva, o gol de Keno selou a vitória do Alvinegro, que mostrou reação imediata após um trauma e se manteve firme na disputa pelo título da Série A.

Atlético

Atlético 3 x 1 Santos – 13/10

Outra partida em que os nervos estiveram à flor da pele, com direito a muitas polêmicas de arbitragem (deixou de marcar dois pênaltis para o Galo). Em outra virada, o Alvinegro venceu o Peixe, com dois gols de Nacho Fernández e um de Nathan Silva.

Atlético 2 x 1 Cuiabá – 24/10

Em um jogo tenso, com direito a um gol contra bizarro de Nathan Silva, nos minutos iniciais, o Atlético conseguiu reverter a desvantagem no placar com Hulk e Jair, consolidando ainda mais a primeira colocação.

Atlético 3 x 0 Corinthians – 10/11

Para muitos torcedores, a melhor atuação do time alvinegro no campeonato. Com gols de Diego Costa, Keno e Hulk, sendo os dois últimos, golaços, o Galo despachou o Timão no Mineirão, pela 31ª rodada.

Atlético 2 x 0 Juventude – 20/11

Com dois gols de Hulk, os comandados de Cuca bateram o time gaúcho em duelo que marcou o novo recorde de público do novo Mineirão, com 61.476 espectadores.

Atlético 2 x 1 Fluminense – 28/11

Último confronto antes da conquista do título. De virada, com dois gols de Hulk, em um Mineirão lotado, o Atlético venceu o Fluminense, pela 36ª rodada, e praticamente selou a conquista. Após o apito final, mesmo sem a confirmação matemática, jogadores, comissão técnica, diretoria e torcida já comemoravam o título.

Atlético

Bahia 2 x 3 Atlético – 2/12

Quando o Bahia abriu dois gols vantagem, parecia que a festa seria adiada. Mas como o Galo é o “time da virada”, Hulk e Keno (2) trataram de comandar a reação alvinegra na maior vitória atleticana do ano! E o Galo ganhou o Brasileiro!

Atlético