O Prêmio Craque do Brasileirão de 2015 coroou o campeão Corinthians. Além de ser o time com mais jogadores na escalação ideal da competição - cinco, contra quatro do Atlético -, o clube teve também o melhor técnico, Tite, e o craque da competição. Um dos principais responsáveis pelo troféu nacional, Renato Augusto recebeu o reconhecimento e foi eleito o melhor atleta do campeonato.

"Sem dúvida, é o melhor ano técnico, tático, físico da minha carreira. Foi o maior ano da minha vida", celebrou o jogador ao longo da premiação apresentada pelo SporTV. "Ainda não estou no meu auge, quero evoluir. Tive um ano de aprendizado, surpresas boas, mas o cara que acha que está no auge, tem que parar. Então, quero sempre evoluir."

A votação promovida pela CBF foi realizada por jornalistas que representavam todos os Estados do Brasil. Além deles, votarão os capitães e técnicos dos 20 clubes que disputaram a Série A deste ano e os jogadores e integrantes da comissão técnica da seleção brasileira que enfrentaram a Argentina e o Peru pelas Eliminatórias da Copa de 2018.

Foram eles que premiaram o grande Campeonato Brasileiro realizado por Renato Augusto. O meia, aliás, venceu a concorrência de seu próprio colega Jadson, apontado por muitos como o melhor da competição. Mas se não teve os números do companheiro, Renato Augusto foi o "motor" desta equipe, que bateu recorde de pontos da história da competição desde que ela passou a ter 20 clubes, teve o melhor ataque, melhor defesa e foi a mais disciplinada.

Além da forma de conduzir a equipe, Renato Augusto soube crescer no momento certo. Teve grandes atuações no segundo turno da competição, quando o Corinthians também arrancou. Por isso, recebeu a maioria dos votos, deixando para trás o próprio Jadson, segundo colocado na eleição, e Lucas Lima, do Santos, o terceiro. O jogador, no entanto, fez questão de enaltecer seu colega.

"Queria dividir o prêmio com o Jadson. Não teria vencido sem ele. Quero uma salva de palmas para ele", pediu. "Quero dividir, porque em um momento como esse, em que quase ninguém apostava mais em nós dois, o Tite achou um esquema tático em que cabíamos. E conseguimos funcionar juntos."

Se Renato Augusto foi eleito o melhor do campeonato pelos especialistas, o Craque da Galera, escolhido em votação direta pela internet, mostrou um pouco o carinho da torcida do Vasco por aquela que foi a grande esperança do clube no segundo turno. O rebaixamento não foi evitado, mas Nenê ganhou um alento ao receber a premiação. Ele superou, como o corintiano, Jadson e Lucas Lima na eleição.

"Esse prêmio não é meu, ele honra o grande segundo turno do Vasco. O prêmio é dos meus companheiros, do Jorginho, de todos que deram o máximo para salvar o time. Minha missão era essa, mas infelizmente não consegui cumprir. Por respeito a todos que votaram em mim, quero agradecer o reconhecimento do torcedor. Em tão pouco tempo, fui muito reconhecido", comentou.

A seleção da competição já havia sido anunciada pela CBF no fim de novembro. Ela foi composta por: Cássio (Corinthians); Marcos Rocha (Atlético-MG), Gil (Corinthians), Jemerson (Atlético-MG) e Douglas Santos (Atlético-MG); Rafael Carioca (Atlético-MG), Elias (Corinthians), Jadson (Corinthians) e Renato Augusto (Corinthians); Luan (Grêmio) e Ricardo Oliveira (Santos). Técnico: Tite.

Entre os outros premiados, destaque para o jovem Gabriel Jesus, do Palmeiras, eleito a revelação do campeonato, aos 18 anos. O melhor estrangeiro foi o atleticano Lucas Pratto, enquanto o gol mais bonito foi do atacante Lucca, na histórica goleada por 6 a 1 do Corinthians sobre o São Paulo. Por fim, o trio de arbitragem ideal foi composto pelo árbitro Anderson Daronco e os assistentes Alessandro Rocha Matos e Guilherme Dias Camilo.