cruzeiro, barro preto, sede barro preto, ginasio barro preto, ginasio

Daqui oito dias serão conhecidos os dois novos presidentes do Cruzeiro, a figura executiva que comandará o clube, e, também, o responsável pela mesa diretora do Conselho Deliberativo da Raposa. E nesta terça-feira (12) a comissão eleitoral que organiza o pleito convocou todos os concorrentes para deliberações importantes sobre o dia 21 de maio, data exata da escolha dos novos comandantes.

O Hoje em Dia buscou detalhes da reunião, que aconteceu no ginásio da sede social do Barro Preto, na região central de Belo Horizonte. Todos os candidatos concorrentes desta próxima eleição compareceram ao encontro, conheceram a metodologia de votação e como serão os procedimentos no dia da eleição, e também assinaram um termo de ajustamento de condutas (TAC) para firmar compromisso de cumprimento das regras estabelecidas. O prazo para inscrição de chapas já está encerrado. 

De acordo com representantes do Cruzeiro tudo será feito dentro de padrões médicos para evitar aglomerações e preservar a saúde dos conselheiros. Haverá distribuição de materiais para proteção individual, como máscaras, álcool em gel e até canetas. A intenção é evitar qualquer tipo de contato físico entre uma pessoa e outra, e com vetores que podem disseminar o coronavírus. O próprio local escolhido para a votação privilegiou à acessibilidade para facilitar ainda mais o acesso dos conselheiros. 

"Nós pedimos o comparecimento de todos os candidatos, tanto os que concorrerão à presidência executiva quanto os quatro representantes das chapas para os cargos da mesa diretora do Conselho Deliberativo, e todos vieram. Foi amplamente debatido com todos qual seria a forma e os procedimentos no dia da eleição. A Comissão Eleitoral tinha um modelo, uma ideia do que deveria ser feito em relação aos eleitores e membros das chapas, e depois de amplo debate chegou-se a um consenso. Comissão Eleitoral e concorrentes assinaram uma Termo de Ajustamento de Conduta que prevalecerá nessas eleições", contou ao HD o presidente da Comissão Eleitoral, o ex-presidente do Cruzeiro Gilvan de Pinho Tavares. 

Veja o que ficou definido na reunião da Comissão Eleitoral e os candidatos

Quem poderá votar?

A comissão eleitoral, segundo informou o seu presidente, Gilvan de Pinho Tavares, contabilizou 389 conselheiros aptos a votar a pouco mais de uma semana das eleições. E os que ainda pleiteam participar mas estão em dívida com o condomínios têm até a próxima sexta-feira (15) para regularizar sua situação financeira na secretaria do clube.

Conselheiros expulsos

Na reunião ficou estabelecido que os 30 conselheiros expulsos após decisão do presidente interino José Dalai Rocha só terão à disposição uma urna para votarem em caso de decisão judicial favorável ao grupo. Todos foram excluídos do quadro do Conselho Deliberativo, segundo o atual mandatário celeste, por terem sido remunerados durante a gestão Wagner Pires de Sá, o que é proibido pelo estatuto cruzeirense.

O Hoje em Dia apurou que o advogado que representa esses "renegados" entrará com um recurso na Justiça nesta quarta-feira (13) na tentativa de conseguir que todos os expulsos possam votar no dia 21 de maio. 

"Há sim essa previsão de uma urna para esses conselheiros que foram expulsos. Mas essa urna só será utilizado em caso de decisão na Justiça que os favoreça. Foi uma decisão aprovada por unanimidade nessa reunião que fizemos com os candidatos", explicou Gilvan de Pinho Tavares ao HD

Leia mais
Torcedores pedem impugnação de chapa 'Somos Todos Cruzeiro' de eleição do Conselho
Dalai confirma eleições no Cruzeiro em 21 de maio; Gilvan comandará o processo

Métodos de segurança

A eleição acontecerá no ginásio poliesportivo do clube do Barro Preto. Os conselheiros terão acesso ao local da votação pela rua Guajajaras, entrada principal da sede social, e sairão pela porta do próprio ginásio, na rua Ouro Preto.

Os conselheiros aptos ao voto foram separados por grupos de acordo com ordem alfabética. Cada um desses grupos tem um horário específico para votar. E a comissão eleitoral pediu que esse cronograma seja respeitado. 

"O procedimento será seguido vigorosamente e dentro do que foi determinado pelos setores da saúde, respeitando o espaçamento entre os conselheiros. Será distribuído álcool gel para limpeza das mãos e assim que todos chegarem haverá distribuição de canetas para uso pessoal, sem risco de entrar em contato com objeto de outras pessoas. Vamos disponibilizar máscaras também para cada conselheiro", contou Gilvan. 

Local da votação

Todo o esquema de votação foi pensado pela Comissão Eleitoral e aprovado pelos candidatos desse pleito. Houve acordo em relação ao modus operandi de todo o planejamento definido para o processo de escolha dos novos presidentes. 

"Os conselheiros entrarão pela rua Guajajaras, passarão por locais identificados com cavaletes indicando por onde ele deverá passar até chegar ao ginásio. Haverá distanciamento mínimo de dois metros entre um conselheiro e outro para não haver risco de contágio (do coronavírus). Pedimos aos conselheiros para comparecerem de acordo com uma planilha de horários. Por ordem alfabética dividimos em grupos com 50 conselheiros dentro de cada grupo. Dividindo por hora dá menos de 14 conselheiros para depositar voto. Tempo mais do que suficiente para votar. Não será permitido permanecer no ginásio, que contará com quatro urnas, o que também facilitará a separação dos conselheiros e vai acelerar o voto. Só poderão permanecer no local de votação os representantes da Comissão Eleitoral, os conselheiros que estiverem no momento do voto, um representante de cada chapa, ou seja o fiscal credenciado, e os candidatos. Toda chapa poderá ter até três fiscais, mas apenas um poderá ficar dentro do ginásio", disse Gilvan. 

Votação

O processo será analógico e presencial, obviamente. Apesar de o estatuto do Cruzeiro prever a possibilidade de uma eleição virtual optou-se pela metodologia a qual o clube já estava acostumado, porém com precauções devido à pandemia da Covid-19.

"Ao entrar no ginásio o conselheiro receberá duas cédulas de votação depois de assinar uma folha de presença. Uma cédula será para votar para presidente executivo e vice e a outra para votar nos membros do Conselho Deliberativo. A cédula para a votação para  presidente do Cruzeiro será na cor azul e a cédula para a escolha do presidente do Conselho Deliberativo será na cor branca. Foi feito um sorteio na reunião para ver a disposição dos nomes das chapas em cada cédula, ficou tudo acertado isso, e no dia o conselheiro será encaminhado à urna de votação já com as cédulas em mãos, A votação terá duração de sete horas, de 9h às 16h, e quem chegar até 16h, se por acaso precisar esperar, vai aguardar um pouco em uma fila segura, receberá uma senha, e vai votar. Procuramos seguir a legislação comum eleitoral para promover uma eleição dentro dos parâmetros estatutários e legais também"", explicou o presidente da Comissão Eleitoral. 

Segurança patrimonial e pessoal

"Haverá policiamento no dia da eleição. Vamos fazer essa solicitação à Polícia Militar para que tudo esteja dentro da normalidade no dia da eleição", garantiu.

SAIBA QUEM SÃO OS CONCORRENTES NESTA ELEIÇÃO DO CRUZEIRO

PRESIDÊNCIA DO CRUZEIRO (POR ORDEM ALFABÉTICA)

- Chapa Centenário
Presidente: Sérgio Santos Rodrigues
1º vice-presidente: Lidson Potsch Magalhães
2º vice-presidente: Biagio Teodoro Peluso

- Chapa Cruzeiro Primeiro
Presidente: Ronaldo Granata
1º vice-presidente: Maurício Marques da Silva
2º vice-presidente: Ailton Ricaldoni Lobo

MESA DIRETORA DO CONSELHO DELIBERATIVO (POR ORDEM ALFABÉTICA)

- Chapa Independente
Presidente: Luiz Carlos Rodrigues Filho
Vice-presidente: Roberto Alvares Magalhães
1º secretário: André Fernandes
2º secretário: André Elian Martins

- Chapa Renovação Azul
Presidente: Paulo Roberto Sifuentes Costa
Vice-presidente: Waldeyr Estevão de Paula Junior
1º secretário: Jairo Soares Maia
2º secretário: Herones Márcio Amaral Lima

- Chapa Somos Todos Cruzeiro
Presidente: Paulo César Pedrosa
Vice-presidente: Nagib Simões
1º secretário: Evandro Vassali
2º secretário: Marcus Edmundo Lambertucci

- Chapa Transparência e Reconstrução
Presidente: Giovanni Marcos Baroni
Vice-presidente: Celso Luiz Chimbida
1º secretário: Alexandre de Souza Faria
2º secretário: Alysson Vilela Caires