Revelado pelo Cruzeiro e atualmente no Pouso Alegre, o meia Andrey, de 25 anos, espera fazer história nesta quarta-feira (7), dia em que a equipe do Sul de Minas encara o Atlético no Mineirão. Em 1990, o 'Pousão' superou o alvinegro de Éder Aleixo e companhia, em pleno Gigante da Pampulha, com vitória por 2 a 1.

Em três partidas oficiais entre as duas equipes, o time do interior segue invicto. Duas em 90 e outra no ano anterior: ao todo, são dois empates e um triunfo. Outros três amistosos foram disputados anteriormente; todos sem vitória do time da capital.

Na terceira colocação do Campeonato Mineiro e de volta à elite do Estadual após hiato de quase 30 anos, o Pouso Alegre terá pela frente o líder do Campeonato. Habilidoso, que pode jogar pela beirada, centralizado ou até mesmo como falso nove, Andrey tem característica de driblar e mudar de direção com muito facilidade, além de ser importante também na marcação; com isso, se tornou peça-chave do técnico Émerson Ávila.

Leia mais:
Clássico já é pauta no Atlético, mas 'Pousão' surge para manter invencibilidade sobre o alvinegro

Em 2016, quando atuava pela equipe Sub-20 da Raposa, ele viveu momento inesquecível, justamente contra o rival. E ele não tira aquele dia da cabeça.
“Enfrentar um time como o Atlético é diferente. Independentemente dos atletas que estarão em campo, se são os titulares da equipe deles ou não, a atmosfera que envolve uma partida como essa é outra. Tenho boas recordações contra eles, de quando jogava no Cruzeiro e brigamos ponto a ponto pelo título do Campeonato Mineiro Sub-20 em 2016", conta o meia ao Hoje em Dia.

"A disputa estava acirrada até o clássico, faltando três rodadas pro fim da competição. Foi um jogo muito pegado, estávamos empatando em 1 a 1 e já nos acréscimos eles erraram um pênalti. No contra-ataque, marcamos o gol que deu a vitória pra gente e uma energia extra pra reta final, porque, além da boa vantagem na tabela, o clima entre os jogadores era de muita confiança pela forma como o placar foi construído. Conseguimos manter essa distância no campeonato e, no final, fomos campeões do Campeonato Mineiro! São momentos muito especiais, que marcam nossa carreira e que nos preparam para jogos importantes, como esse que teremos nesta quarta. Espero poder comemorar mais uma vitória contra o Atlético hoje!, acrescenta o jogador que fez seis das sete partidas do Mineiro.

Na última rodada, contra a Caldense, o matogrossense acabou poupado, após sentir incômodo do joelho. Nesta quarta, ele deve figurar entre os titulares para tentar desbancar o Galo. A partida está marcada para às 16h.