O governo do Rio lançou nesta segunda-feira (25) o edital para concessão do Maracanã à iniciativa privada, que manteve as polêmicas demolições do estádio de atletismo Célio de Barros e do parque aquático Júlio Delamare. A licitação será em 11 de abril. Em relação à minuta do edital, divulgada no fim de 2012, o documento trouxe novidades, como o aumento do valor do investimento que a empresa ou consórcio vencedor terá de fazer no entorno do estádio: de R$ 400 milhões para R$ 594,162 milhões.

O valor inclui, por exemplo, a demolição do Célio de Barros e do Júlio Delamare, e a construção dos novos centros de treinamento para atletismo e esportes aquáticos no local onde hoje funciona o presídio Evaristo de Moraes, a 500 metros do estádio. A demolição do presídio também ficará a cargo da concessionária, assim como a reforma do prédio onde funcionava o antigo Museu do Índio, hoje ocupado por indígenas, que será transformado em Museu Olímpico.

A obrigação da concessionária, no entanto, será somente de reformar o prédio, construído em 1862. O acervo do novo museu ficará a cargo do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Outra polêmica decisão foi mantida no edital: a demolição da Escola Municipal Friedenreich, que ficou entre as dez melhores instituições públicas do Estado do Rio no ranking do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente aos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º).

"A demolição da Escola Municipal Friedenreich somente poderá ser iniciada após a reconstrução da nova escola e a realocação integral de seu corpo docente e discente", determina o edital. A "nova" Friedenreich será erguida no terreno da Escola Municipal Orsina da Fonseca, na Tijuca, também zona norte do Rio.

A reforma do Maracanã é uma das mais atrasadas para a Copa das Confederações, que começa em 15 de junho. O estádio receberá seu primeiro jogo da competição no dia 16 (México x Itália), outro no dia 20 (Espanha x Taiti) e a final, em 30 de junho. Segundo a secretaria de Obras, o estádio ficará pronto em abril. O Maracanã também vai receber a decisão da Copa do Mundo de 2014.