O Rio Preto-SP sagrou-se campeão inédito do Campeonato Brasileiro Feminino, disputado pela terceira vez com o carimbo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A conquista aconteceu neste domingo com o empate por 1 a 1 com o São José, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos (SP). No jogo de ida, em São José do Rio Preto, o Verdão, como é conhecido, havia ganhado por 1 a 0.

Esta é a terceira edição da competição, que teve o Centro Olímpico, da capital paulista, e a Ferroviária, de Araraquara (SP), como as outras campeãs. Se este foi o segundo ano da presença do Rio Preto na competição, o vice-campeão São José tem tradição na modalidade.

Na sua galeria de troféus, o time do Vale do Paraíba, atual campeão mundial, tem três da Copa Libertadores, além de ser bicampeão da Copa do Brasil e tricampeão paulista. Em 2013 bateu na trave sagrando-se vice-campeão brasileiro ao ser derrotado pelo Centro Olímpico. Recentemente, terminou em quarto lugar na Copa Libertadores, vencida pela Ferroviária.

PELA VANTAGEM - O Rio Preto entrou em campo com a vantagem da vitória inicial. E ficou em situação melhor ainda quando abriu o placar aos 19 minutos, com Jéssica. Como no gol fora vale como critério de desempate, a vantagem foi ampliada. Aos 37, o São José empatou com Chu.

Mas, no segundo tempo, o São José teria que fazer mais dois gols para ser campeão. O Rio Preto adotou uma postura mais defensiva, explorando os contra-ataques. Com o gramado pesado devido às chuvas, o time de São José dos Campos não teve forças para buscar os gols que precisava. Festa as meninas do Rio Preto.