O Atlético terá de pagar R$ 4,35 milhões ao atacante Robinho, que atuou pelo clube em 2016 e 2017. O acordo foi homologado nesta segunda-feira (25) pelo juiz Luís Henrique Santiago Santos Rangel, da 41ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte.

O valor deverá ser quitado pelo clube alvinegro em 35 parcelas. Os pagamentos começam em fevereiro.

Em sua trajetória no Galo, Robinho participou de 109 partidas e marcou 36 gols. Fez parte da campanha do título mineiro de 2017 e ficou marcado também pelo pênalti desperdiçado na final do Estadual de 2016, contra o América, o que foi crucial para a perda do campeonato.

Recentemente, Robinho foi condenado por crime de violência sexual na Itália. Por conta disso, teve seu contrato com o Santos suspenso em 2020.

Em dezembro do ano passado, a Justiça Italiana confirmou condenação, em segunda instância ao atacante, a nove anos de prisão por estupro coletivo de uma jovem albanesa, entre os dias 22 e 23 de janeiro de 2013.